Coach Café: A Origem da Palavra Coach
Por Silvio Celestino
23/09/2007


Coach é uma palavra inglesa mas de várias origens: francesa (coche), do alemão arcaico (Kotsche), holandesa e Sul Africana (Koets) e húngara (kocsi). Kocs é uma cidade na Hungria que fica no condado de Komárom-Esztergom, às margens do rio Danúbio e da estrada que liga Viena (na Áustria) à Budapeste. No século XV começou a produzir carruagens que se tornaram as mais cobiçadas da época por seu conforto - elas foram as primeiras a ser produzidas com suspensão feita de molas de aço. Assim, as carruagens de kocs eram chamados de kocsi szeker. Os nativos desta cidade também são chamados de kocsi.

A palavra coach possui vários significados. Dois são os mais comuns:

Veículo para o transporte de pessoas, originalmente carruagens, mas hoje alguns vagões de trem e tipos de ônibus também são chamados de coaches.

Técnico ou treinador de profissionais. A passagem da palavra para este significado possui duas histórias:

A primeira é de que se trata de uma metáfora. O coach era o tutor que no século XVIII guiava as crianças pelos diversos campos do conhecimento - em analogia às carruagens da época que carregavam as famílias pelos campos da Inglaterra. Esta é a passagem mais aceita.

A outra, também de origem britânica, diz que as famílias muito ricas quando em longas viagens pelo interior da Inglaterra a passeio ou a negócios, levava servos que liam em voz alta para as crianças no interior das carruagens (coaches) aquilo que elas deveriam estudar. Assim, ao se referir a esta forma de aprendizagem dizia-se que as crianças foram coached. (em uma tradução livre: “foram instruídas dentro da carruagem”.)

Por esta segunda referência é que se diz no mundo executivo que desenvolver alguém para a liderança significa “fazer o coaching“.

O salto deste significado acadêmico para o de coach (treinador) em esportes não foi muito grande. A partir das primeiras décadas do século XX as universidades americanas começaram a chamar deste modo os instrutores de seus atletas, especialmente os dos esportes coletivos.

No cinema e teatro americanos também é muito comum a figura do coach de atores.

Uma curiosidade. Apesar de ser considerada arcaica, a palavra “coacher” para designar o coach existe e caiu em desuso a partir da década de 1.910. Mas ainda hoje algumas empresas a adotam para referirem-se ao coach.

Em português soa estranho e é por vezes desconfortável ter de utilizar o vocábulo em inglês para designar o coach. Todavia, no mundo executivo a língua inglesa é vista com naturalidade e a mistura da língua portuguesa com ela, apesar de as vezes confusa, academicamente inapropriada e muito combatida por alguns, é largamente aceita.

O coach portanto é o profissional que conduz o processo de desenvolvimento.

Coaching é o nome do processo (literalmente treinamento em inglês).

Coachee é o nome que se dá ao cliente que contrata o coach.