Fale Conosco Política de Privacidade
   

 

Marketing Eleitoral. Como Elaborar uma Estratégia Vitoriosa

Por Fred Tavares

22/08/2007


O marketing eleitoral é indispensável na elaboração de uma campanha política, tanto para eleições proporcionais quanto majoritárias. De vereadores a presidente, o marketing torna-se uma ferramenta indispensável para os candidatos.

Para compreender melhor o seu campo de atuação, algumas dicas são importantes para que a campanha esteja no rumo certo. Vamos a elas:

1ª) Pesquise bem o mercado

Primeiro identifique qual é o seu público-alvo. Tenha um bom conhecimento sobre o perfil quantitativo e qualitativo do segmento de mercado que você pretende atingir. Quantos , quais e quem são os eleitores. Conheça as suas preferências, percepções, expectativas e seus anseios. Descubra o que está na mente do seu target.

Além disso, é importante compreender quem são os seus concorrentes. Quais são os seus pontos fortes e fracos, a imagem que os eleitores fazem deles. Quem tem rejeição e o por quê.

2ª) Defina a sua estratégia

Estabeleça o posicionamento estratégico. Ou seja, qual é o foco que o candidato vai ter. Isto implica em orientação de imagem, do gestual, criação de slogan, definição de palavra-chave, e das linhas gerais que devem ser seguidas – a partir da proposta do programa – como o argumento central do candidato. Seja claro e, principalmente, diferente. Quem quer ganhar uma eleição não deve ser apenas o melhor, mas, sim, ser diferente na percepção do seu público-eleitor como o no1.

3ª) De olho nas táticas

Internalize a estratégia com movimentos bem consistentes. As ações de marketing eleitoral são fundamentais. Atenção ao tripé: mídia (programas, spots e jingles para TV e rádio, anúncios em outdoor, jornal etc, e na boa assessoria de imprensa), corpo-a-corpo e apresentação em público.

Evite declarações que possam comprometer a candidatura, a não ser que a intenção seja polemizar. Quem está na liderança, deve evitá-las.

Tenha um bom staff. Cabos eleitorais, comitês, apoio de comunidades, assessorias etc. Não se ganha uma eleição sem isso. Prepare-se para investir se o seu candidato almeja ganhar.

Para vencer, todos os detalhes são importantes. Por exemplo, uma comunicação agressiva e criativa. Peças que tenham uma boa unidade: santinhos, folhetos, anúncios, cartazes etc devem estar em sincronia. Faça uma programação visual marcante, com elementos simbólicos que estejam associados a sua marca (candidato).

Uma boa dica: crie nomes para os projetos do seu candidato. Um bom nome faz a diferença: “Favela-Bairro”, “Rio Cidade”, “Ônibus da Liberdade”, “Cidadão Feliz” etc.

4ª) Pesquise sempre

Monitore cada movimento. O do seu candidato e dos concorrentes. Corrija as táticas. Da noite para o dia tudo pode mudar.

5a) Boca de urna

Deixe uma boa fatia do seu investimento para o dia da votação. Muitas campanhas de vereador e deputado estadual são ganhas com boca de urna. Faixas, santinhos, camisas, bonés etc. A tropa toda na rua. Se possível nas seções em que o candidato tem maior potencial de vitória. Lembre-se que a justiça eleitoral proíbe, mas sempre se dá um jeitinho.

E o mais importante de tudo isso, após a vitória, é fazer um bom marketing político. Afinal se o candidato cumprir as suas promessas as chances de ser reeleito são grandes. Quem cumpre promessa, é bom de voto.




Notícias sobre propaganda e Marketing? Acesse o Portal do Marketing.net