Nunca Pareça um Vendedor
Por Anderson Hernandes
04/10/2007


Já notou como as pessoas olham para um vendedor? Pois bem, é notório que o vendedor não é visto com os mesmos olhos que um médico, engenheiro, dentista e muitas outras profissões. Por isso digo que o vendedor deve parecer tudo, menos um vendedor.
As pessoas não gostam de ter a sensação de alguém vendendo algo a elas, porque isso as incomoda. Seria como que nesse momento, estivéssemos sendo explorados, simplesmente por estarmos na posição de cliente e como tal, sermos atraídos pela força que nosso dinheiro pode causar.
Diante disso, talvez esteja perguntando: Como posso eu vendedor deixar de parecer um vendedor? Bem, primeiramente imagine-se trocando de papel com seu prospectivo cliente. Mas para colocar-se no papel de cliente, antes é preciso entender como pensa o seu cliente. Para isso, busque a maior quantidade de informações possíveis sobre seu cliente.
Exemplificando, digamos que descubra que seu cliente é recém casado e deseja adquirir um presente para sua esposa. Ela está um pouco deprimida, porque está sentindo muita falta da mãe dela. O que você poderia fazer? Antes de tudo, demonstre interesse pela situação. Se também for casado, cite como você lidou com uma situação semelhante e apresente então oportunidades a ele de surpreender sua querida esposa. Use frases como “isso vai deixá-la feliz” ou “esse presente vai reforçar seu amor por ela”. Nunca fale nada que seja pejorativo em relação às mulheres, pois só vai causar desconforto ao seu cliente.
Por fim, reforce a compra realizada com frases como: “tenho certeza que ela vai ficar surpreendida com esse presente” ou “toda mulher amaria um presente desses”. Nestes casos, se ela não gostar, na mente do cliente, o erro estará nela e não nele.
Gentilmente consiga o telefone do cliente e ligue para ele no dia seguinte perguntando o que ela achou do presente e fale algo como: “até comentei sobre você a minha esposa e...”. Para finalizar, coloque-se a disposição para qualquer outro situação necessária.
O que seu cliente vai pensar de você? Tudo, menos que você é um vendedor, porque você não vendeu, mas ajudou-o a comprar.
Esse é o pulo do gato, NUNCA PAREÇA UM VENDEDOR!


Anderson Hernandes é escritor e palestrante com alto poder de motivação e influencia sobre os ouvintes, o que o torna um excelente investimento para o treinamento da sua equipe. Sua formação em contabilidade e marketing, além do MBA Executivo e MBA em gestão de negócios pela ESPM e mais de cem programas de extensão no Brasil e no exterior agregou um conhecimento fundamental para aplicar em seus treinamentos por todo o Brasil. Com ampla experiência na direção de outsourcing (www.tactus.com.br) e os diversos livros e dezenas de artigos publicados o torna um profissional diferenciado e capacitado para proporcionar um treinamento.