Estudos da cadeia de suprimentos em Marketing
Por Rafael Mauricio Menshhein
03/10/2007

Com o advento da globalização, a cadeia de suprimentos ganhou muita importância, as organizações devem estar atentas aos detalhes que proporcionam estar presentes nos pontos de venda antes da concorrência, sem que tenham que “sacrificar” parte do valor dos produtos ou serviços.
A concorrência está presente em todas as lojas, mas sem que haja uma boa estrutura para o suprimento de produtos, ou matéria-prima, não há como obter vantagens sobre os concorrentes, e o produto torna-se mais um nas prateleiras.
Atualmente não há como deixar de lado a importância de se estudar o mercado, melhorar sua rede de distribuição e descobrir o que o cliente deseja, mesmo assim não há como atender aos desejos sem que todos os processos anteriores estejam fluindo perfeitamente.
As empresas que se preocupam com toda esta cadeia, fazendo o cross-docking, representam apenas 15% do mercado global, o que pode fazer pensar na estrutura necessária para realizar uma operação deste porte com excelência.
Logicamente o cross-docking é utilizado para otimizar o tempo e distribuição de pequenas parcelas de produtos para as lojas, e que trabalha de uma forma muito bem ajustada, o tempo utilizado auxilia a economizar muito, porque as distâncias percorridas são muito menores e as cargas são entregues dentro do tempo definido.
Mas o uso do cross-docking é mínimo porque as empresas relutam em formar parcerias, e também porque precisam deixar informações com as empresas que são incumbidas de realizar o processo, mas se você vai deixar informações lá, seu concorrente também o fará, o que não é visto em um primeiro momento, só que também a empresa não percebe que o concorrente sabe que sua empresa deixa seus produtos na mesma loja que ele.
Toda a cadeia de suprimentos pode agregar valor aos produtos ou serviços, mas há um tempo para se adaptar à nova realidade, e como tudo o que é visto pela primeira vez, parece um pouco mais difícil do que é, desde que a empresa tenha planejamento e seja realmente organizada em seus processos.
O planejamento é parte de toda a estrutura por trás da cadeia de suprimentos, permite levar às lojas somente o que é necessário, quase eliminando a necessidade de estoque no ponto de vendas.
Já o cross-docking é um processo que elimina o estoque, seja ele intermediário ou no ponto de vendas, algo que em alguns países parece uma utopia, mas que é fruto de falta de estrutura e planejamento de muitas partes.
Para que uma organização obtenha vantagens em um mercado altamente competitivo, o primeiro passo é planejar, pois todas as empresas necessitam de matéria-prima ou de produtos para ofertar aos clientes, e se o seu produto não estiver na prateleira o consumidor leva o concorrente.
Também é visível que somente a cadeia de suprimento não faz milagre, a distribuição após o produto ser finalizado é tão importante quanto, o que obriga a organização a trabalhar em conjunto com seus fornecedores e distribuidores, caso existam.
Todas as empresas podem utilizar a gerência da cadeia de suprimentos, podem fazer uso do cross-docking e obter vantagens, mesmo as pequenas empresas, e lembrando que o maior espelho para estas empresas menores são as grandes.
Mas muitas pessoas entendem que as grandes só podem realizar estes feitos por aportarem uma grande soma de capital, mas se esquecem que se uma empresa pode tornar tudo mais simples, tem em mãos uma vantagem muito maior, e talvez isto só seja possível com o uso do conhecimento.