Inovação e Criatividade em Marketing
Por Rafael Mauricio Menshhein
08/10/2007

Durante o processo criativo existem muitas variáveis que direcionam o que deverá ser a referência para que o produto ou serviço elaborado naquele momento tenha vínculos com o público-alvo ao qual se direciona, mesmo assim é possível que algumas descobertas tragam novas perspectivas para o lançamento do produto, como um novo público ou uma fatia de mercado maior.
A criatividade está ligada diretamente com a forma pela qual um produto ou serviço é ofertado para o cliente, mas também é provável que uma inovação além do seu tempo acabe por impedir a produção, mesmo assim as pesquisas e o desenvolvimento podem aproveitar todos os estudos para conhecer melhor o consumidor e o que pode ser ofertado a ele.
O que também influencia, e muito, a elaboração de um novo produto ou serviço é o desejo do consumidor, e processos como o da customização evidenciam este aspecto.
Com o aumento da concorrência, a criatividade ganha mais importância, e os estudos de mercado permitem atender os desejos do consumidor de maneira mais consciente, analisando as variáveis necessárias e aprofundando o relacionamento com o consumidor.
Quando as organizações conseguem elaborar novos produtos ou serviços, é natural que façam uso de mercados específicos para realizar testes, mas há casos em que certas empresas preferem inserir seus novos produtos em um mercado sem conhecer a aceitação, assumindo um risco muito maior e que, em uma parcela dos casos, não obtém sucesso.
As pesquisas de mercado apontam os desejos dos consumidores, também demonstram a fatia de mercado que se conquistou, quais são as características dos produtos ou serviços que atraem a atenção do consumidor, o que os concorrentes estão elaborando etc., mas obter os dados, pura e simplesmente, não traz vantagens para a organização, especialmente se estes dados forem colocados em bancos de dados e ninguém puder acessá-los.
A criatividade faz uso do conhecimento obtido ao longo do tempo, as pesquisas auxiliam a criar com base em dados concretos, e todos dentro da organização podem criar, mas para que o projeto se torne real é necessário estudar mais profundamente o assunto, estabelecer um planejamento, conhecer todas as variáveis que envolvem o desenvolvimento e compartilhar com os demais as idéias, para que, além de ganhar mais informações, o projeto comece a criar vida.