Marketing e Princípios
Por Rafael Mauricio Menshhein
25/02/2007

Uma das bases das organizações está ligada aos seus princípios, à forma como atua e trabalha no mercado ao desenvolver produtos e serviços aos consumidor.
Com a concorrência acirrada, o excesso de oferta e o conhecimento mais aprofundado do consumidor, cada empresa pôde perceber que os princípios podem ser diferenciais de mercado.
Constantemente algumas organizações podem optar por mudar a forma como elaboram produtos ou serviços, trocar os fornecedores ou reposicionar-se, logicamente não há nada de errado em alteras estes pontos, pode ser que a mudança tenha relação com os princípios da organização, que devem associar suas ações no mercado com atitudes condizentes aos princípios que utiliza ao longo do seu ciclo de vida.
A concorrência pode ser um dos pontos de referência, a excelência é atingida ao alinhar os princípios da organização com seus colaboradores, o que poucas empresas optam por fazer, devido ao desconhecimento do benefício mútuo.
Existem alguns princípios básicos, como:

Planejamento: estudar o mercado, os concorrentes, a dinâmica imposta por produtos e serviços, o conhecimento mais aprofundado do consumidor são variáveis que estão invariavelmente inseridas em qualquer planejamento, mas também deve-se optar por escolher o que realmente faz parte da identidade da empresa;
Ética: um dos valores mais procurados e que deve ser parte da cultura da organização, de seus fornecedores e consumidores, deve ser da natureza humana e não uma moda;
Consciência dos atos: qualquer atitude tomada, seja pela empresa, fornecedor ou até por um colaborador acabam refletindo na imagem organizacional, o desrespeito às leis é um dos pontos mais evidentes e percebidos, o atendimento ao consumidor também é um ponto crítico;
Cultura: um dos pontos em que a mudança é longa e demorada, não há como mudar a cultura organizacional rapidamente, nem mesmo as pessoas adaptam-se às diversas culturas existentes em países, estados e cidades, mas alguns valores são básicos e permanecem intactos na mudança e facilitam a adaptação;
Aprendizado contínuo: obter um feedback é essencial, são informações que melhoram constantemente o atendimento, produtos e serviços, esse aprendizado é gerado por um ciclo de dados que devem ser transformados em Informação clara, objetiva e útil à organização.

A constante evolução do mercado e o maior conhecimento do consumidor podem ajudar no uso de princípios, os concorrentes devem servir de exemplo ao portar-se corretamente, principalmente porque um simples ato pode ser conhecido mundialmente em poucos minutos.
Um dos princípios mais importantes é não fazer aos outros o que não deseja que façam com você, assim, as organizações devem compreender que cada ato no mercado tem um efeito, logicamente os profissionais devem agir de maneira idônea, mesmo que o concorrente não faça o mesmo, pois são poucos os casos onde a imagem da empresa voltou a ser a mesma.
A melhor atitude a ser tomada é aquela que não prejudica um fornecedor, colaborador ou consumidor, o que traz para muitas organizações a valorização de seus princípios e também prova que o alinhamento entre os princípios da empresa e dos colaboradores é vital.