Marketing e a arte de planejar
Por Rafael Mauricio Menshhein
13/10/2007

Ao elaborar um plano de negócios você descobre detalhes fundamentais para melhorar o projeto, também é possível entender melhor o mercado que pretende atender, buscar referências sobre a concorrência, iniciar um relacionamento com o consumidor e analisar até qual será a melhor forma de estabelecer uma cadeia de valor.
Estudar um mercado antes de colocar em prática é apenas uma das variáveis que se deve visualizar, e que pode trazer dados que informem a necessidade, daquele mercado, em possuir seu empreendimento.
Além de pesquisar a viabilidade, também é possível fazer projeções, com base em uma pesquisa junto aos consumidores locais, para ter a certeza da demanda dos produtos ou serviços ofertados.
Também existe a questão da cadeia de valor, que fornecedores poderão fazer parte da estrutura elaborada para a sua empresa, que tipo de logística será utilizada, principalmente para manter um nível de qualidade que seja percebido pelo cliente no ponto de vendas.
Ainda assim é preciso estudar a concorrência, conhecer os pontos fortes de quem está no mesmo mercado e já possui uma marca estabelecida, que já tem um público-alvo fiel e que tem uma cadeia de valor constituída.
E então inicia-se um processo de estudo econômico naquele mercado, quais serão as vantagens de se instalar ali uma empresa, como será, no futuro, a forma pela qual os produtos serão enviados para outras regiões (cidades, estados ou países), dentro de uma estrutura bem elaborada e que contenha um estudo do mercado global.
Mas somente uma variável não possibilitará o êxito da organização, na verdade o conjunto de variáveis é que permite permanecer em um mercado e até expandir sua área de cobertura.
A região geográfica pode ser muito influente na hora da decisão, pois toda a estrutura para a distribuição deve estar pronta, o acesso às matérias-primas deve ser mais fácil, os fornecedores devem estar mais próximos, a fabricação e prestação dos serviços deve estar associada a facilidade de estar presente diante do consumidor mais rapidamente que seu concorrente, a distribuição final, no ponto de venda, que deve ser muito melhor do que seu concorrente, pode determinar a conquista de uma fatia de mercado maior.
Outros pontos que podem influenciar, diante de todas as variáveis, é a questão de leis e impostos, algo que não há como burlar, mas pode-se estudar que local será mais vantajoso para a organização e a comunidade que a cerca.
Após muitas análises e estudos é possível ter em mãos um projeto muito bem elaborado, e que em alguns países é o primeiro passo para viabilizar uma idéia, e permite o êxito das novas organizações.
O fator cultural também influencia diretamente na hora de elaborar um plano de negócios, de estudar um mercado, e talvez seja o que acabe transformando muitos sonhos de uma forma não desejada.
O que também pode ser citado é que dentro de cada ponto estudado há muito para se aprender, então planejar e acompanhar o desenvolvimento, porque uma empresa se constrói ao longo do tempo, diariamente e com mais estudos.
Planejar parte do ponto em que você sabe quem é, em que caminho está, que direção quer seguir, onde quer chegar e como fará para chegar lá.