Marketing para o Relacionamento Interno
Por Rafael Mauricio Menshhein
15/01/2007

Fazer Marketing para o consumidor é um dos objetivos dos profissionais de Marketing, mas também deve-se saber que a mesma dedicação deve ser feita para que os colaboradores da organização saibam que são respeitados e valorizados.
Saber que o Marketing pode ser usado para melhorar o ambiente interno da organização é vital para os profissionais de Marketing, trazer todos os departamentos e pessoas para uma união em torno do foco principal da organização, o cliente.
O mercado está cada vez mais competitivo, as melhores empresas tendem a ganhar cada vez mais fatias de mercado ao colocarem em prática modelos de gestão que acabam tornando o ambiente interno das organizações muito mais amigável.
Logicamente deve-se ter consciência de que o ambiente deve ser favorável ao melhor relacionamento das pessoas envolvidas em todos os processos, esquecendo da existência das paredes invisíveis dos departamentos que muitas organizações acabam colocando entre seus funcionários.
Quando um profissional de Marketing têm um ambiente onde o relacionamento interno é muito melhor do que os concorrentes, pode-se tirar uma vantagem muito grande com relação à produção de idéias, de produtos e serviços entregues ao consumidor.
O atendimento também acaba melhorando, as pessoas trabalham com mais ânimo e trazem para a sua própria vida muito mais do que um simples retorno financeiro.
Algumas organizações ainda não estão preparadas para tornar o ambiente de trabalho um local agradável e de união, a troca constante das pessoas é um hábito que acaba tratando pessoas como recursos e atrapalha o ambiente.
Muitas organizações afirmam que o ambiente entregue aos funcionários é o melhor possível, mas acabam esquecendo do principal, as pessoas que ali estarão constantemente, a cada dia criando, estudando, pesquisando etc., para que a organização tenha resultados muito melhores a cada mês.
O relacionamento interno deve ser parte da cultura da organização, manter a posição de chefe e funcionário não é ser autoritário ao extremo, mas ter equilíbrio para fazê-lo compreender que há um planejamento elaborado e que existem tarefas a serem cumpridas, pois os concorrentes estão trabalhando unidos e querem dominar o mercado.
A concorrência global, muito mais visível hoje, mas existente desde os tempos das viagens em caravelas, pode demonstrar o quanto há para mudar dentro do ambiente organizacional, os pontos que mais podem atrapalhar são:

Excesso de autoritarismo da chefia;
Falta de conhecimento na área em que se atua;
Problemas que não são resolvidos;
Pessoas contratadas por ligação com alta gerência da empresa;
Falta de planejamento;
Funcionários desmotivados;
Mudanças constantes (em menos de um ano mudar planejamento, estratégias etc.).

Em uma era chamada a do conhecimento poucas empresas estão preparadas para lidar com pessoas mais preparadas, e para a era da sabedoria não há uma empresa no mundo preparada e nem mesmo as pessoas estão.
Por isso é fundamental que o profissional de Marketing tenha conhecimento da organização, crie um ambiente favorável ao crescimento pessoal e traga a cultura de aprendizado mútuo entre a organização e os colaboradores, porque uma não sobrevive sem a outra no mercado e os concorrentes estão sempre buscando um diferencial para estar um passo à frente da sua empresa.