Mercados e concorrentes em Marketing
Por Rafael Mauricio Menshhein
24/09/2007

Interagir com diferentes mercados é uma constante para muitas organizações, mas existem cuidados que são requeridos a todo momento, o que acaba por trazer à organização a necessidade de um planejamento bem elaborado, pesquisas direcionadas e focadas adequadamente e o constante estudo do comportamento dos consumidores.
Além de entender melhor o que acontece em cada mercado, especialmente quando a organização passa a atuar em um novo mercado, há a preocupação com as diferenças culturais, os hábitos e costumes dos consumidores podem determinar o sucesso ou não de um produto ou serviço, uma vez que cada local tem a sua particularidade.
O melhor caminho para se entrar em novos mercados é pesquisar e buscar dados que auxiliem a tomar a decisão de disponibilizar seus produtos ou serviços neste mercado, descobrir se o consumidor realmente deseja adquirir os produtos e quais são os principais concorrentes locais.
Quando os estudos apontam as oportunidades e ameaças deste novo mercado, é possível desenvolver um planejamento muito melhor, as estratégias terão mais força e a empresa poderá entrar naquele mercado com menos dificuldades.
Mas além dos concorrentes há de se analisar o consumidor, nem sempre um produto bem aceito em uma região é bem-vindo em outro mercado, principalmente quando os produtos são associados diretamente à cultura local e ao ambiente.
Da mesma maneira existem produtos que podem ser inseridos em diferentes mercados sem causar muitas dificuldades para a organização, mas que também passam por estudos profundos, iniciados diretamente na capacidade da própria organização em atender àquela demanda, passando pelos fornecedores, gerando uma cadeia de valor consistente e que permite o desenvolvimento conjunto.
As melhores estratégias que uma organização pode utilizar estão associadas à sua capacidade de investir no conhecimento de mercado, as pesquisas dão a base para definir quais serão as metas mais adequadas àquele mercado, permitem mensurar o mercado e que oportunidades aproveitar.
Neste ponto, a elaboração de estratégias, também devem estar inseridas as ações dos concorrentes, e não deixar de estudar como o mercado se desenvolve ao longo do tempo.
Algumas organizações estudam mercados por quinze ou mais anos, mas como este é um grande investimento e trata-se de um mercado formado por um país e não somente uma cidade ou região, percebe-se que é possível aprofundar muito mais o conhecimento.
Logicamente nem todas as organizações têm disponibilidade para investir em pesquisas deste porte, mas nenhuma delas pode deixar de pesquisar, independente do tamanho e do tempo disponível, é muito provável que se você não pesquisar seu concorrente estará pesquisando.
Os riscos são iguais para todas as organizações, ao mesmo passo em que as oportunidades também, o que deixa mais claro o quanto é importante conhecer melhor um mercado, seus concorrentes e em especial os consumidores.