Não Jogue a Toalha
Por Gilclér Regina
22/02/2009

Muitas pessoas vivem uma vida inteira adubando o terreno para os outros. Quantas pessoas você conhece que jogaram a toalha, o lenço branco da desistência, após algumas trombadas pela vida? Deixaram o terreno adubado para que algum motivado aparecesse e continuasse a tarefa e fizesse o sucesso mais rápido.
Assim como um campeonato esportivo, a vida também é feita de vitórias e derrotas. Não conheço time algum que só tenha vencido. Pelo contrário, conheço excelentes times, campeões, que sofreram tremendas derrotas, algumas até vexatórias, para equipes sem nenhuma expressão.
Há sempre inúmeras explicações e justificativas para as derrotas de um time campeão, mas nenhuma explicação ou justificativa muda o resultado do jogo. Palavras são palavras, desculpas são desculpas, promessas são promessas, mas o que vale mesmo são os resultados. Porém ainda, precisamos entender também que perder faz parte do jogo.
Da mesma forma não conheço nenhum esportista individual que não tenha sofrido uma derrota. Muitos atletas já experimentaram o amargo sabor de uma derrota. O que estas pessoas fazem quando perdem é analisar os erros que as levaram à derrota e em seguida aumentam o treinamento.
E o bom treinador aproveita a derrota para mostrar para sua equipe que não se pode diminuir, esnobar ou menosprezar um adversário, por menor ou mais fraco que seja. Ele aproveita a derrota para mostrar que não se pode ter "salto alto" e que a humildade é um atributo de valor para qualquer ser humano.
A missão é vencer, motivando toda equipe e cada uma das pessoas que pertencem a ela para que esqueçam a derrota e se lembrem que são vencedores. A derrota foi apenas um acidente de percurso que todos experimentam um dia na vida, mesmo os campeões.
Essa é a atitude e o comportamento que temos que ter frente às derrotas que acontecem na vida. Nem sempre ganhamos. Muitas vezes, nossas derrotas, pequenas ou grandes, são inexplicáveis para nós mesmos e também para o mercado. Tentamos explicar, justificar, entender... mas nada nos fará reverter o resultado do jogo perdido e da derrota passada.
Nessa hora o importante é não "jogar a toalha" e tirar as lições da derrota, treinar com mais afinco ainda e voltar a vencer, com motivação, vontade e determinação. Ficar "curtindo" a derrota pode nos levar à depressão e nos tornar eternos derrotados. Saber perder é tão essencial quanto saber ganhar. Não jogue a toalha, treine muito para ser um campeão na vida e saiba fazer com que a sua viagem seja tão boa quanto seu destino. Seja seta e não seja alvo!
Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina é Consultor, Escritor e Palestrante no Brasil e exterior. autor de livros e CD's que já atingiram a marca de 4 milhões de unidades comercializadas. Realiza mais de 100 palestras por ano em Convenções de Empresas. Tem formação em Dinâmica Humana pelo The National Value Center- Texas-EUA, em TQM pelo ASQC American Society for Quality Control-Winsconsin-EUA curso de Desenvolvimento e Gestão Humana pelo The Graves Technology. É presidente da empresa CEAG Desenvolvimento de Talentos e Editora Ltda. É também articulista de aproximadamente 300 revistas, jornais e sites. Uma pessoa de origem humilde que tornou-se um dos Conferencistas mais procurados para os eventos e convenções no Brasil. Site: www.ceag.com.br