Postura Profissional
Por Fabiano Brum
29/10/2008

Recentemente estava lendo uma entrevista de Kleber K. Shima, guitarrista da banda paulista de cover Almanak, concedida à revista Cover Guitarra (Editora HMP), publicada na edição de nº 165.

Como encerramento o entrevistador lhe fez a seguinte pergunta:

Como deve ser a postura profissional de um guitarrista dentro de uma banda “da noite”?

Kleber K. Shima: “Esquecer o gosto pessoal, ser pontual, ter bons equipamentos, bom visual, deixar os problemas pessoais fora do palco, saber lidar com situações adversas e manter sempre a mesma empolgação, não importa se estiver diante de um público de cem mil ou cem pessoas.”

Acredito que esta definição do Sr. Kleber para postura profissional não sirva só para um guitarrista de banda cover, mas para qualquer profissional, seja um empreendedor, vendedor, professor, empresário, prestador de serviço, etc.

Vejamos alguns itens comentados:

Esquecer o Gosto Pessoal: É claro que a personalidade e os gostos pessoais de cada indivíduo permanecerão com ele, mas como guitarrista de uma banda cover (que toca músicas de outros artistas), ele deve executar o que a platéia está afim de escutar.

Assim como em qualquer outro negócio, o verdadeiro profissional procura se moldar ao perfil exigido pela sua organização, atendendo as necessidades de seus clientes e sempre procurando inovar criando sensações positivamente encantadoras.

Ser Pontual: Fator necessário em qualquer negócio. Mesmo porque aquele que não tem preocupação com pontualidade, produtividade e assiduidade já está demonstrando falta de profissionalismo e descaso com sua empresa e seus clientes.

Ter Bons Equipamentos: Máquinas e equipamentos sempre estão sujeitas a panes e quebras. Porém é preciso uma manutenção preventiva para reduzir este risco ao máximo.

Além da manutenção preventiva, é óbvio dizer que “profissionais” devem utilizar “equipamentos profissionais”. Ao contrário do que vemos em muitas empresas onde tudo é feito de forma amadora, sem segurança e cheio de gambiarras.

Bom Visual: Um profissional não oferece somente os seus serviços, mas também o seu visual. Imagine que a imagem é tão importante que nos faz confiar ou desconfiar de determinados produtos e serviços. É preciso também verificar se o visual do profissional está de acordo com a imagem que a sua organização está empenhada em transmitir para o seu mercado.

Desta forma é importante entender que o visual de um profissional guitarrista de uma banda de rock seja diferente do visual de um atendente de uma clínica médica.

Deixar os Problemas Pessoais Fora do Palco: Todos nós temos nossos problemas e sabemos que é quase impossível que eles não alterem o nosso humor de alguma forma. Mas equilíbrio emocional é fator importantíssimo para o sucesso em qualquer área.

Procure manter o foco em suas metas, no seu papel como profissional naquele momento, e lembrar que o cliente precisa ser bem atendido.

E aqui vai uma dica para empresários, gerentes e supervisores: Não deixe um colaborador emocionalmente alterado atender seu cliente. Sempre que possível retire-o momentaneamente do posto de trabalho até que o equilíbrio seja restabelecido. O líder deve funcionar como um técnico que, em alguns momentos entende que é necessário substituir até mesmo o melhor jogador do time quando este não está rendendo.

Saber Lidar com Situações Adversas: A união de uma boa dose de jogo de cintura, maturidade, conhecimento técnico e atitude, permite que o profissional saiba lidar com situações que fujam da rotina.

Manter a mesma empolgação: Entusiasmo, atitude e empolgação faz parte do dia-a-dia do profissional de sucesso. Afinal o sucesso é resultado daquilo que praticamos diariamente.

Afine-se para o sucesso!

E-mail: contato@fabianobrum.com.br - Site: www.fabianobrum.com.br