As Empresas Investem na WEB?
Por Paulo Roberto Kendzerski
01/09/2006

Fui desafiado por uma aluna de um curso de administração a escrever um artigo que procurasse respostas para a pergunta "porque as empresas não investem na WEB?"

Este é um tema muito complexo. Primeiro precisamos verificar se realmente as empresas não estão investindo na WEB.

Será que elas investem ou não? O que você acha?

Parei para pensar na pergunta e cheguei a conclusão que existem duas respostas para esta pergunta.

A primeira resposta é Sim. Sim, as empresas investem na WEB. Investem porque elas desenvolveram seus sites, contrataram profissionais com conhecimento em desgin, web marketing, etc.

Algumas fazem publicidade na WEB através de banners, links patrocinados, etc... e muitas delas criaram sistemas de vendas pela internet, buscando novos mercados.

Muitas destas empresas alcançaram mercados antes inacessíveis se não houvesse um investimento através da WEB.

Portanto, uma das respostas é SIM. As empresas investem na WEB.

A segunda resposta é Não. Eu completaria esta resposta dizendo que a grande maioria das empresas, apesar de muitas investirem na criação de um site, esqueceram de investir no marketing online.

E apesar de terem um site, ele não gera nenhum tipo de retorno para a empresa. São sites sem audência nenhuma.

Porque isso acontece ??

Porque o site sozinho não gera negócios. É preciso investir no marketing online. Cito alguns exemplos de marketing online:

- Ações de comunicação ativa (e-mail marketing, SMS) para seu público e para novos potenciais clientes.

- Ações como a otimização do site buscando posicioná-lo no topo dos resultados das pesquisas feitas nos mecanismos de busca que geram uma audiência extremamente qualificada, com grande potencial de se tornarem clientes.

- Campanhas de divulgação como marketing viral e/ou de indicações e participação em comunidades dedicadas a discussão de assuntos de interesse da empresa que geram excelentes resultados.

- A divulgação juntos aos veículos de imprensa, utilizando ferramentas de e-mail marketing, geram uma exposição das empresas que só ocorre graças ao poder de alcance da internet.
Eu diria ainda que existem quatro fatores que influenciam sobremaneira as empresas que questionam se a internet vale a pena receber investimento:

1.) Cultura empresarial - Empresários que detêm o poder de decisão nas empresas possuem mais de 40/50 anos e não entendem que a internet pode ser uma excelente ferramenta de ferramenta de negócios.

2.) Desconhecimento do meio - Estes mesmos empresários tiveram sua formação da forma tradicional e possuem extrema dificuldade de compreenderem as mudanças de comportamento do Mercado.

3.) Consideram de alcance limitado - Não entenderam ainda que a internet atinge um público formador de opinião, com grande potencial de compra e são digitais. Portanto é o Mercado que toda empresa quer atingir.

4.) Tecnologia X Recursos Humanos - As empresas investem "muito" em tecnologia e esquecem das pessoas que irão administrar, gerenciar, responder e-mails, etc...

Este esquecimento, seja por falta de conhecimento das necessidades de um projeto WEB seja pelo descaso com as possibilidades da internet, fará com que os resultados pretendidos pela empresa sejam proporcionais ao investimento ou a falta dele, o que é pior.

Para concluir tenho alertado aos empresários que eles estão discutindo algo que não está mais em discussão.

Eles discutem "ainda" se vale a pena investir na WEB. Isto não está em discussão, pois trata-se da sobrevivência das empresas. É o famoso "POR QUE INVESTIR"

E sobrevivência não se discute. Se busca soluções.

Ao meu ver, a discussão deveria ser "como" investir na WEB para gerar resultados satisfatórios para as empresas. É o famoso COMO ?

Esta é a grande questão a ser discutida e analisada. E que esta análise envolva todos os setores da empresa, pois o sucesso de um projeto WEB depende do envolvimento de toda a empresa. Do diretor até o colaborador mais humilde. Assim se constrói um projeto de sucesso na WEB.

Do contrário, muitas empresas vão ser esquecidas pelo Mercado. E quem é esquecido cedo ou tarde, desaparecerá!

Paulo Roberto Kendzerski é Diretor de Marketing da WBI Brasil, Consultor em E-Business, especializado em Comércio Eletrônico, Prof. de E-Commerce na Faculdade do Planalto (Passo Fundo/RS), Especialista em Estratégias Digitais e Palestrante.