Feedback ou Feedbreque?
Por Maria do Rosário Martins da Silva
27/01/2005

Dar feedback é uma verdadeira arte. As pessoas, pensando que estão ajudando alguém ao fazer uma crítica, nem imaginam que, ao invés de ajudarem, podem estar contribuindo para deixá-lo mais para baixo. Com isto, ao invés de darem um feedback, dão um feedbreque, capaz de frear o processo de crescimento e motivação dos colaboradores. Muito utilizado nas relações tanto pessoais, quanto profissionais, o feedback, muitas vezes, é utilizado de forma totalmente incorreta, deixando de exercer a sua maior função: estimular as pessoas a mudarem suas atitudes e a crescerem pessoal e profissionalmente. Ele faz parte do dia-a-dia das organizações onde, muitas vezes, faz-se necessário passar às pessoas informações sobre suas atitudes, de modo que se trabalhe e modifique comportamentos manifestos. Para entendermos melhor como dar um feedback, vamos conhecer alguns tipos desta poderosa ferramenta de comunicação interpessoal que, se utilizada de forma eficaz, ajuda as pessoas a elevarem sua auto-estima, além de se tornarem mais motivadas e produtivas: ☺ Feedback construtivo: é a informação que ajuda as pessoas a decidirem se seus comportamentos tiveram os efeitos pretendidos. ☺ Feedback positivo: é a informação que reforça os comportamentos através da comunicação de que eles tiveram os efeitos pretendidos. ☹ Feedback negativo: é a informação que desencoraja comportamentos através da comunicação de que eles não tiveram os efeitos pretendidos. Muitas vezes, a comunicação da crítica é feita de uma forma tão errada e incoveniente, que deixa um efeito destrutivo nas pessoas que a receberam . Um exemplo disto é quando, ao encontrarmos com alguém que cortou o cabelo recentemente, tentando fazer um elogio, falamos: “Nossa! Você cortou o cabelo? Ficou muiiito melhor!!!” (o que se entende é o seguinte: “estava horrível antes!”). Ou então: - “Essa roupa te deixou bem mais magra!” - “Nossa, como você engordou!!!” Isto quando não pergunta? “Você está grávida?”, quando encontram uma pessoa conhecida que pode estar com alguns quilinhos a mais. Por que é difícil dar Feedback? Muitos “chefes” (e não líderes), utilizam o feedback como forma de demonstrar sua superioridade e poder. Por isto, fazem críticas de forma errada apenas para sentir-se competentes e importantes, principalmente, quando fazem estas críticas na frente de outras pessoas. Outro fator que dificulta alguém a dar feedback é o receio de como a pessoa poderá recebê-lo, ficando com medo de magoar, pois muitas vezes o ouvinte pode não estar preparado psicologicamente para ouvi-lo, não desejando ou não sentindo sua necessidade. Mais uma vez o mecanismo de defesa será acionado, tornando a comunicação eficaz. Para auxiliar no ato de dar feedback, alguns princípios podem ser levados em consideração, como os abaixo listados: 1º) Assegure-se de que sua intenção é ajudar o outro a crescer e melhorar seu desempenho. 2º) Não forneça feedback quando não souber muito sobre as circunstâncias do comportamento ou não tiver como único propósito o de ajudar o outro a melhorar suas atitudes. 3º) Descreva apenas o comportamento específico que observou na pessoa: fale somente sobre aquele comportamento que pode ser modificado. Não generalize comportamentos que porventura, não afetarão o desempenho do colaborador. 4º) Descreva as consequências das atitudes: É importante ajudar a pessoa a enxergar as consequências suas atitudes poderão trazer para ela e seus colegas, criando um clima de inimizade e inveja na empresa. 5º) Tenha certeza de que a pessoa está totalmente aberta para receber o feedback: Somente se houver uma relação de inteira confiança entre você e a outra pessoa, ela lhe dará oportunidade para expor sua opinião a seu respeito. 6º) Certifique-se de que a pessoa entendeu sua mensagem, esclarecendo todas as dúvidas que surgirem em sua comunicação: Não fique apenas falando. Ouça também a outra pessoa, expressando total compreensão de seus sentimentos. Saiba apoiar e encorajar! 7º) Escolha o momento, local e circunstâncias adequados: Nunca dê feedback na presença de outras pessoas, principalmente, quando não fizerem parte da equipe da empresa (clientes externos). Isto gera uma imagem negativa da empresa e constrange a todos. Lembre-se: Seu objetivo deve ser o de engrandecer as pessoas e não de piorar ainda mais sua auto-estima. Quando usado ineficazmente, o feedback é nada mais, nada menos do que um feedbreque: um pé no freio da motivação, combustível necessários para o bom desempenho das pessoas nas organizações!

Maria do Rosário Martins da Silva é Mestre em Marketing. Especialista em Recursos Humanos e Marketing. Professora em cursos de Graduação e Pós-Graduação. Palestrante nas áreas de Motivação, Empreendedorismo, Recursos Humanos, Marketing, entre outros. Experiência em desenvolvimento de pessoas nas áreas de Marketing, Recursos Humanos, Empreendedorismo, Dinâmicas de Grupos, Jogos de Empresas, Técnicas Vivenciais e Oratória. Contato: zarinhamartins@hotmail.com