Liderança em momentos de euforia e sucesso
Por Eduardo Leão Drumond Oliveira
22/06/2010


Você como um bom líder, com certeza já passou pela prazerosa experiência de atingir um objetivo tão esperado, quando se bate uma meta, fecha-se um grande negócio, um grande contrato, enfim uma meta almejada por toda equipe? Se já, você sabe muito bem do que se trata esse sentimento maravilhoso e se nunca passou por essa experiência, espero que o tenha o mais breve possível e é sobre esse momento que vamos tratar nesse artigo, é um momento tão feliz quanto perigoso.

Mas alguns vão se perguntar, como um momento tão alegre pode ser perigoso? Pois bem, vamos ao mérito da questão.

No ambiente organizacional estamos sempre sobre pressão para atingirmos metas necessárias para o desenvolvimento da empresa, e essas metas nunca serão finalizadas, pois sempre terá um novo objetivo a ser cumprido, correto?

Sim, essa é a verdade do nosso mundo capitalista, sendo você um líder ou um subordinado, os resultados tem que aparecer, senão nada nem ninguém se sustentam.

Como já discutimos sobre liderança no artigo “Liderança e dedicação” e sobre motivação em “Motive-se para motivar”, não vou aprofundar na questão de liderança agora e sim vamos ser mais pontuais e objetivos nesse artigo.

Uma equipe, para que consiga atingir suas metas deve ter muito foco em seus objetivos e é ai que você entra como líder, gerindo a equipe de forma firme, buscando melhores soluções, gerindo conflitos, motivando e ensinando para aprender.

Em um momento de euforia, a equipe está a um passo de perder o seu foco, sua cumplicidade, o conceito de time, a sua afinação enfim qualquer passo em falso seu nesse momento será prejudicial. Ai, ai, ai! Será que quando minha equipe bater meta devo ficar calado, não expressar nenhum sentimento para não cometer qualquer deslize? Não, claro que não, onde está a sua liderança, sua seriedade, a fortaleza em pessoa?

Calma, pois não está nada perdido, afinal de contas é um momento de alegria e deve sim ser festejado, mas nem tudo é flores, infelizmente você deverá mostrar a sua alegria com cautela, pois a meta do mês foi cumprida, mas iniciou-se um próximo.

A liderança de uma equipe deve sempre motivar a equipe cobrando ao mesmo tempo, pois liderança sem resultado não sobrevive. No momento de euforia recomendo alguns cuidados:

1- Prefira sempre comemorar com a sua equipe fora da empresa em um almoço ou jantar como prêmio pela meta batida. Retirar a equipe do ambiente de trabalho preserva a seriedade do local, onde devemos estar para atingir nossos objetivos e da organização;

2- Evite valorizar talentos individuais em demasia, o trabalho foi em equipe, não se esqueça. Caso queira valorizar o desempenho individual, faça isso através de prêmios por metas individuais, pois não correrá o risco de ser tachado como defensor de um único membro da equipe, pois o prêmio é justificado pelo desempenho e não pela sua preferência;

3- No dia posterior a comemoração, faça uma reunião para agradecer pelo resultado, demonstrar o desempenho da equipe no sucesso é fundamental, esclarecer os pontos a serem melhorados é importante para o desenvolvimento, informe a nova meta a ser atingida e os prêmios é claro;

4- Quando informar a nova meta a ser atingida, tenha o cuidado de apresentar um plano de ação que ajudará a atingir o objetivo, mostre o caminho e ensine para aprender. Não despeje o “problema” no colo dos seus colaboradores, afinal de contas você é o responsável por esse time;

5- Você é o telhado da equipe, proteja-a de qualquer crítica destrutiva nesse momento e não se iluda, pois o sucesso traz comentários maliciosos. Filtrem de forma consciente as informações a serem repassadas, pois o foco de trabalho já está estabelecido e não deve ser perdido;

Liderança em momento de euforia e sucesso é fundamental para a continuidade dos trabalhos, uma das características importantes para um bom líder é o controle emocional em momentos de crise e também de euforia. Lidere sempre ensinando para aprender.


Fonte: http://eduardoleao.com.br
Eduardo Leão Drumond Oliveira é mineiro, nascido e criado em Belo Horizonte MG. Sua experiência profissional vem da área comercial onde aprendeu a lutar pelos seus objetivos, subindo um degrau de cada vez para aprender ensinando.
Gosta de trocar experiências e defende uma postura de que todo aprendizado Deve Ser Compartilhado. É formado em Administração de Empresas pela Universidade FUMEC em Belo Horizonte e se identifica com Gestão de Pessoas.
É Gerente Regional de Operações em uma rede de franquias de escolas profissionalizantes nos estados de Minas Gerais, Goias, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Consultor especializado em atendimento ao cliente, produtividade em vendas e gestão de pessoas - ensineparaaprender@gmail.com