Marcas. O Tempo Passa e Elas Ficam
Por Maria do Rosário Martins da Silva
02/05/2006

Dê uma olhadinha em sua despensa, penteadeira ou geladeira. Será que alguns produtos que existem há centenas de anos no mercado fazem parte do seu dia-a-dia? Você certamente, usa, já usou ou conhece alguém que usa algum produto cuja marca venceu o tempo e a evolução do Marketing. Quais são elas? Por que conseguiram resistir tantos e tantos anos? O segredo está em diversos fatores que poderão ser conhecidos através da história dessas “velhinhas do marketing” (marcas que existem há anos no mercado e que muita gente desconhece sua idade) De acordo com a AMA – American Marketing Association, “marca é um nome, termo, sinal, símbolo ou desenho, ou uma combinação dos mesmos, que pretende identificar os bens e serviços de um vendedor ou grupo de vendedores e diferenciá-los daqueles dos concorrentes”. Podem ser identificadas centenas de milhares de marcas no mercado, porém, quais são as que surgiram há décadas e sobrevivem até hoje? Por que as pessoas tornam-se fiéis a elas? A fidelidade ocorre devido a um fator chamado atributo, ou seja, qualquer coisa que faça o consumidor sentir-se melhor, diferente, mais feliz, confortável ou mais confiante. "Só atributos emocionais explicam um indivíduo entrar numa fila para pagar 5 500 reais por uma bolsa", diz o consultor Carlos Ferreirinha, que coordena em São Paulo um MBA especializado no mercado do luxo. "As pessoas não estão comprando um produto, mas um comportamento." A Global Market Insite, Inc (GMI), fornecedora de soluções globais integradas para pesquisas de mercado na internet, e Allyson Stewart-Allen, uma das maiores autoridades mundiais de marketing, desenvolveram o Brand Barometer. Trata-se de uma ferramenta para medir o quanto os consumidores reconhecem marcas famosas e qual é a sua relação de confiança e credibilidade com elas. Nesta primeira edição o estudo analisou o impacto do nome de fabricantes de produtos eletrônicos, como Sony, Apple, Dell e Microsoft sobre mais de 17,5 mil compradores de 18 países. Quando o assunto é confiança, a campeã é a Sony: 81% dos entrevistados dos 18 países a posicionaram como líder nesse quesito. Do outro lado dessa tabela do estudo estão a Sanyo, a Hitachi e a Sharp, despertando confiança, respectivamente, em apenas 23%, 18% e 18% dos entrevistados. São esses e outros atributos que garantiram a longevidade de alguns produtos. Abaixo estão listados algumas das chamadas “Vovós do Marketing”, que continuam a encantar clientes, por mais que os anos passem: - Sabonete Gessy: 90 anos - Requeijão Catupiry: 94 anos - Desodorante Leite de Rosas, 75 anos - Pomada Minancora: 90 anos - Pastilha Valda: chegou ao Brasil em 1925 - Leite Moça: 114 anos - Amido Maisena: 135 anos - Fermento Royal: 85 anos - Leite Ninho: 77 anos - Maionese Hellmann’s: 73 anos Essas “velhas” marcas possuem o peso da tradição e da confiança, que passou a ser o mais valioso tesouro, sofrendo mudanças ao longo dos anos, seja em suas fórmulas ou embalagens, garantindo a elas longa vida e clientes fiéis, mostrando que a força de uma marca é muito relevante, mesmo que mude o cenário econômico, político e social.

Maria do Rosário Martins da Silva é Mestre em Marketing. Especialista em Recursos Humanos e Marketing. Professora em cursos de Graduação e Pós-Graduação. Palestrante nas áreas de Motivação, Empreendedorismo, Recursos Humanos, Marketing, entre outros. Experiência em desenvolvimento de pessoas nas áreas de Marketing, Recursos Humanos, Empreendedorismo, Dinâmicas de Grupos, Jogos de Empresas, Técnicas Vivenciais e Oratória. Contato: zarinhamartins@hotmail.com