Brainstorming
Por Carlos Alberto Moura Filho
19/07/2011

Uma técnica muito utilizada nas organizações empresariais e em vários segmentos da economia.
Traduzindo ao pé da letra, falamos ‘’tempestade de idéias’’. A técnica se baseia a partir de um grupo de discussão, onde cada membro ‘’despeja’’ sua idéias na mesa e discute com os outros participantes. É importante que cada membro, tenha suas próprias idéias, conceitos, aspirações e vontades, mas para isso, precisamos de pessoas de departamentos distintos da empresa.
Praticando este conceito, é necessário que se chegue a um objetivo consensual. Além do líder, é necessária também, a presença de um (a) secretário (a). No próximo passo, entramos no ‘’ Brainwriting’’, onde todos os participantes escrevem suas idéias e cruzam com as outras descrições feitas pelos outros participantes. Após essa fase, entraremos na ‘’tomada de decisão’’ do grupo em questão.
As ações propostas pelo grupo, não são definitivas, passando quantas vezes for necessário por essa técnica, até que se chegue a um consenso (objetivo comum). Todos tem um papel fundamental neste processo. Existe também uma técnica similar, só que realizada individualmente, ou seja, chamamos de brainstorming individual. Neste caso, não há empecilho algum, somente o indivíduo irá executar essa técnica, fazendo uma espécie de ‘’meditação’’. É sabido que a criatividade é muito exigida, tanto quanto a rapidez de raciocínio.
Além de trabalhar o objetivo principal, que é a tomada de decisão em algum plano de ação estratégica, esta técnica, ressalta bastante o comportamento dos elementos, como ‘’flexibilidade’’, rapidez de raciocínio’’, facilidade no trabalho em grupo, atenção, comprometimento, entre outros fatores psicossociais, demonstrados nessa atividade.

Carlos Alberto Moura Filho é Pós-graduado em Marketing pela FGV