Os Erros Mais Comuns em um Site
Por Mayko Franceschi
07/03/2010

Nesse artigo visaremos enumerar os erros mais comuns encontrados nos sites da internet.

Pressa na produção de um site

Tenho sofrido muito com esse problema. As empresas parecem não entender que o site é uma ferramenta que será o espelho de sua empresa na internet. Não tenha pressa na produção do mesmo; planeje muito, análise a concorrência, análise o que seu público-alvo quer e, principalmente, execute vários testes para garantir que o site não tem erros de programação.

Páginas que não existem, formulários que geram erro, falta de testes nos navegadores existentes (sim, eles não são compatíveis.. então do que adianta ter um ótimo site que funciona no I.E. se 60% dos seus consumidores utilizam Firefox?).. os erros são inúmeros e amadores.

Cuidado com a arquitetura do site. Um bom projeto de arquitetura e wireframe (como se fosse a planta de uma casa, mas mostra o site) evira problemas para o site e problemas entre os desenvolvedores e os clientes.,

Verba limitada

Sempre quando vou desenvolver um projeto para um cliente, realizo de forma que o resultado final será no mínimo igual ao melhor site de seus concorrentes; pois a intenção é buscar vantagem e conquistar os clientes.

Só que na hora de aceitar o orçamento, tudo é caro. Os empresários acham que seu trabalho não vale nada e as vezes jogam um projeto tão importante para sua empresa nas mãos de um sujeito que cobra R$ 500,00 para fazer um site.

Minha pergunta é: Com 66 milhões de internautas e com um potencial gigante para o crescimento, onde a internet influenciará cerca de 88% das pessoas antes de fazer uma compra, você vai deixar qualquer um fazer o projeto de sua empresa? Pense bem sobre isso…

Problemas em lojas virtuais

No Brasil apenas 13 milhões de pessoas fazem compra pela internet. O potencial para o crescimento é muito grande. O maior motivo desse número ainda ser baixo está ligado aos problemas encontrados em lojas virtuais.

Dois problemas podem ser enumerados como os mais graves: um carrinho de compras com problemas de usabilidade (complicado para pessoas não especialistas em internet efetuarem as compras) e a falta de segurança que alguns sites passam para o consumidor.

Portanto, se for para fazer um e-commerce mal feito, é melhor não fazer. Mantenha um site com formulário de solicitação de orçamento que é melhor.

Navegabilidade

O primeiro conselho é que você deve facilitar o contato com seu consumidor. não tenha um e-mail no site, e sim um formulário simples para contato. Tem ponto físico, coloque o endereço, de preferência utilizando o Google Maps. Isso também vale para o telefone.

Do ponto de vista de cadastros, desenvolva formas simples de fazê-lo. Não exija que seu consumidor preencha milhares de informações. Se for fazê-lo, deixe esses campos como opcionais para seu cliente.

O ponto mais importante que eu considero em um site é a velocidade de carregamento de pesquisa de informações. O site deve ser leve e qualquer informação deverá estar no máximo a três cliques do visitante.

A fonte utilizada deve ser clara e não deve ser parecida com o fundo do site. O texto deve ser breve e direto, com parágrafos, subtítulos e links para ajudar o internauta na leitura e entendimento do assunto. Nunca utilize imagens para substituir os textos e sempre utilize HTML para fazer os textos.

Problemas com o menu

A maioria dos desenvolvedores erra feio na hora de produzir o menu do site. Ele deve ser claro e feito à partir de textos. Nunca utilize Flash ou outra coisa para fazer os menus, como vemos em vários sites. Além de o internauta detestar, os buscadores não lêem menus que não sejam feitos em texto.

Saiba utilizar o Flash

Flash apenas em banners e animações. Mais nada. Tem gente que faz sites em Flash. Fuja desses amadores, pois sites em Flash não são lidos por buscadores (Google, Yahoo!) e são lentos e horríveis de se utilizar.

Pop-ups

É, parece inacreditável mas tem gente que ainda utiliza pop-up.

Ninguém (isso mesmo, exatamente 100% das pessoas) gostam de pop-ups. Então, se sua intenção é fazer o internauta fugir de seu site, utilize os pop-ups. Senão, esqueça-os.

Design agradável

Um bom design é aquele que mantém a identidade visual de sua empresa, é belo, porém simples.

Um site com visual leve é a melhor coisa que tem. Não cansa o internauta.

Portanto, capriche no design e não tente fazer seu site parecer um show de pirotecnia.

Um site confuso, antiquado e cheio de itens e mexendo e fazendo mágica vai fazer com que o consumidor pense que sua empresa é isso: uma legítima bagunça.

Não encha seu site de banners e animações. Faça dele um lugar tranquilo e agradável para seu cliente.

Cuidado com as cores

As cores e seu site devem ser muito bem estudadas, pois elas causam sentimentos nas pessoas.

As cores devem estar em harmonia e os texto fácil de ler.

Só trabalhe com a emoção das pessoas de você tiver certeza do que está fazendo.

Qualidade das imagens

Só utilize imagens com boa qualidade, pois senão seu site ficará com baixa qualidade estética. cuidado também coma qualidade excessiva; imagens muito grandes só fazem o site ficar lento.

Com a palavra, o rei conteúdo

Para finalizar, falarei do item mais importante de todos: o conteúdo.

Mantenha sempre atualizado e forneça conteúdo de alta qualidade. Seu site pode ser perfeito, lindo e tudo mais…. mas nada supera o conteúdo na tarefa de fidelizar as pessoas a um site.

Mayko Franceschi é Engenheiro de Computação e trabalha na área há 8 anos. É diretor da unidade Campo Grande MS da Magoweb – Marketing Digital e Soluções para Internet, a maior empresa do país especializada na área, com 24 unidades em 13 estados do Brasil e 1 unidade nos EUA. Estudioso da área da computação, é membro do conselho dos jovens empresários do Mato Grosso do SUL (CJE-MS), que trabalha para fortalecer o empreendedorismo no estado. www.magoweb.com/cg