Especialização, o que é isso e como ocorre?
Por Ivan Postigo
29/08/2010

A palavra especialização é largamente usada no mercado para segmentos de negócios ou profissões que abracemos. As mídias também anunciam, com freqüência, cursos de especialização para todas as carreiras.
Tenho amigos especialistas em especializações! Adoram estudar e sempre fazem cursos. A palavra especialização gera neles enorme atração.
Para o leigo ou pessoas pouco informadas em algumas áreas, debater com alguns deles fica até um pouco complicado, sabem tudo, de tudo! Praticam pouco, é verdade, mas estão lá se atualizando.
Conversando sobre carreira com alguns profissionais, um deles dizia : -Sou generalista, devido a praticidade com que trato questões complexas, cálculos e por ter uma forte tendência à racionalidade, acabei gerenciando e dirigindo as áreas fabris, marketing, administração e finanças, não me especializando num assunto especificamente.
-Meu negócio é gestão, trato os assuntos com facilidade e quando necessito avançar onde não domino, adiciono competência.
Procuro alguém que tenha a devida experiência e informação para me dar as respostas que preciso.
Imediatamente lhe foi dirigida uma pergunta: -Nunca houve um assunto pelo qual você se interessasse mais?
Resposta: -Sim, sempre aparecem aqueles que nos agradam mais e outros menos, mas de acordo com as tarefas com as quais me envolvi, fui estudando, aprendendo e desenvolvendo algumas habilidades. Chego a pensar que estudei mais os assuntos que menos gostava, por uma razão muito simples: Precisava minimizar meus erros e melhorar a assertividade. O fato é que alguns assuntos entendo com profundidade e muitos outros superficialmente.
Esta afirmação do nosso colega leva a algumas reflexões:
Muitas pessoas optam por realizar determinados cursos por observarem oportunidades naquela área. Outras, por estarem atuando, desenvolvendo uma determinada tarefa, se sentem obrigadas a buscar um maior conhecimento, porém, uma quantidade significativa de profissionais acaba não escolhendo, especificamente, a área em que irão atuar.
A profissão sim, mas aquele segmento específico é resultado de oportunidades que surgem.
Você pode cursar uma faculdade de administração, ingressar em uma empresa, iniciar sua trajetória no PPCP ( área de planejamento, programação e controle de produção) e depois fazer uma bela carreira nas áreas administrativa e financeira dessa mesma organização, tornando-se um especialista em finanças, sem que esse tenha sido o seu foco.
A questão a ser colocada é: Por que uma pessoa que desenvolvia trabalhos em gestão fabril ao mudar de área se especializou em finanças, sem que tivesse essa pretensão no desenrolar da carreira?
Uma conclusão dessa conversa entre nossos colegas, que já tinha ouvido algumas vezes e considero bastante interessante, é que de fato nós não nos especializamos, algo em nós é que se especializa.
Passamos a compreender determinados assuntos com mais facilidade que a maioria dos profissionais, com isso nosso desempenho passa a ter maior destaque, somos mais requisitados, nos envolvemos cada vez mais e seguimos nos aperfeiçoando em tratar aquelas questões.
Aumentar nosso potencial profissional é importante, então esteja atento às coisas que vêm se especializando em você.

Ivan Postigo é Economista, Bacharel em contabilidade, pós-graduado em controladoria pela USP. Autor do livro: Por que não? Técnicas para estruturação de carreira na área de vendas e diretor da Postigo Consultoria de Gestão Empresarial - Fones (11) 4526 1197 / ( 11 ) 9645 4652
www.postigoconsultoria.com.br - ipostigo@terra.com.br