A Importância de se ter uma missão
Por Sonia Jordão
07/10/2010

“É necessário que o mundo depois de ti seja algo melhor porque tu viveste nele”. (Stanley)

Vejo muitas pessoas e organizações que não têm uma missão, não possuem uma razão para viver. Aí não sabem como agir quando a situação exige alguma mudança ou quando ficam sozinhos. É fundamental responder à pergunta: qual é o propósito de se permanecer vivo? A resposta a essa pergunta será sua missão.

Um dia escutei essa frase do Stanley, citada no início desse artigo, e a achei maravilhosa. A partir daí passei a pensar no que poderia fazer para que o mundo fosse melhor. Com o passar dos anos fui vendo que primeiro precisava mudar a mim mesma, tornar-me uma pessoa melhor e, hoje acredito, que até morrer buscarei melhorias em meu comportamento e em minhas atitudes. Quero desenvolver e valorizar minhas virtudes e minimizar meus defeitos. Acredito que o maior desafio do ser humano seja melhorar continuamente.

Precisamos encontrar um sentido melhor para nossas vidas, podemos, por exemplo, aprender a amar melhor, a sermos menos egoístas. Precisamos economizar mais em prol do meio ambiente, agirmos menos segundo a “lei de Gerson”, parar de dar um jeitinho em tudo. É bom aprendermos a respeitar mais o próximo, tratar as pessoas com mais educação, melhorar nossos relacionamentos.

Quando temos consciência de que através do trabalho estamos realizando algo para cumprir nossa missão nos motivamos e desenvolvemos uma força extra, capaz de nos mover rumo ao “cume da montanha”. Assim, as dificuldades encontradas serão como simples pedras no meio caminho.

Pessoas como Mahatma Ghandi, Irmã Dulce, Nelson Mandela e Madre Tereza de Calcutá lutaram com todas as suas forças para cumprirem suas missões. Era o que os levava a não desistir nunca, a resistir a qualquer tipo de pressão. Podemos não ter uma missão tão nobre como a dessas pessoas, mas é importante que encontremos um sentido para nossa existência.

Para atender meu desejo de fazer desse um mundo melhor, ajudo a motivar os profissionais mostrando a importância de agirem de forma ética e a aumentarem cada vez mais suas competências. Acredito que assim teremos empresas melhores e possivelmente cidades melhores e isso fará desse um mundo melhor.

Além de escrever uma missão bonita é preciso lutar por ela. É importante também divulgar a missão para, assim, outros poderem te ajudar a atingir seus propósitos. Nas organizações além de definir a missão é preciso comunicá-la a todos os colaboradores e verificar se a entenderam, caso contrário serão como simples máquinas, executando o que lhes é indicado, mas sem saber por que nem para quê. Veja alguns exemplos:

* Os funcionários de uma empreiteira trabalhavam felizes porque não estavam simplesmente construindo uma nova estrada. Estavam levando o progresso para uma pequena cidade do interior.
* Ajudantes de pedreiros cantavam enquanto trabalhavam porque não estavam fazendo e carregando concreto, estavam construindo uma escola e ajudariam a melhorar a educação dos jovens daquela cidade. Enquanto um pedreiro coloca um tijolo na parede outro constrói uma catedral.

Procuro fazer a minha parte porque acredito que se cada um fizer o que estiver a seu alcance, teremos sim um mundo melhor de se viver. E você já tem sua missão? Está agindo de acordo com ela? Ou é uma missão só para os outros verem?

Sonia Jordão é especialista em liderança, palestrante, consultora empresarial e escritora. Autora do livro “A Arte de liderar – Vivenciando mudanças num mundo globalizado”, e dos livros de bolso “E agora, Venceslau? Como deixar de ser um líder explosivo” e “E agora, Lívia? – Desafios da liderança”. e-mail: tecer@soniajordao.com.br - Sites: www.soniajordao.com.br, www.tecerlideranca.com.br, www.umnovoprofissional.com.br