O que Diferencia um profissional no trabalho?
Por Diego Martins
23/10/2012

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, há cada vez mais profissionais em busca das melhores oportunidades e as empresas estão cada vez mais exigentes na seleção daqueles que irão integrar seu grupo de colaboradores. Então sempre fica a pergunta: como me diferenciar na hora da entrevista e no dia a dia de trabalho?

Algo que é fato é que a formação é requisito básico. Ter um curso técnico, ou uma graduação para quem se candidata a vagas administrativas e técnicas não é mais diferencial; é o mínimo que se precisa ter. Possuir cursos complementares, pós-graduação e intercâmbios são diferenciais que podem fazer diferença; desde que estes tenham tido relevância para o seu desenvolvimento e contribuam de fato para o desempenho de suas funções.

Ter uma grande lista de cursos em seu currículo apenas para mostrar que se preocupa com seu desenvolvimento não é diferencial; o que irá de fato somar a sua carreira é o quanto cada curso lhe ensinou e como isso de fato é aplicável e visível no seu comportamento e no desenvolvimento do seu trabalho.

No mundo atual, os itens ligados a comportamento interpessoal e postura profissional têm um peso significativo na carreira e nas entrevistas de emprego. São eles que no dia a dia fazem a diferença, somados é claro aos seus conhecimentos técnicos. Saber transmitir essa habilidade de relacionamento é importante no momento de uma entrevista, pois é por meio deles que o selecionador poderá lhe conhecer melhor.

Somado ao comportamento interpessoal está a sua rede de networking e como você enquanto profissional consegue criar novas relações. O networking sempre foi importante, mas na dinâmica do mercado dos dias atuais, onde tudo precisa ser muito rápido, os profissionais que possuem uma rede de contatos com a qual se comunica e relaciona cotidianamente ganham tempo no momento de realizar ações estratégicas.

Diante desse contexto e da dinâmica atual, a geração Y tem apresentado um diferencial diante de outros profissionais; que é a habilidade de coletar e conectar informações rapidamente e, sobretudo de usar essas informações em prol do seu desenvolvimento e do bom desempenho do seu trabalho. Na hora da entrevista é preciso ser claro com o quanto você possui essa habilidade e como sabe utilizá-la; pois pessoas bem informadas são mais criticas, pensam rápido e encontram cenários mais oportunos para cada necessidade da empresa.

Estar informado e conectado nunca foi tão fácil, as tecnologias estão para contribuir com o desenvolvimento das pessoas, a grande avalanche de smartphones, tablets e outros tantos aparelhos permitem acesso fácil e rápido a redes sociais e noticias. Recentemente um profissional que trabalha com negócios internacionais e que lecionava em uma turma de MBA comentou que todo profissional que deseja crescer em sua carreira precisa ter um smartphone, pois estar conectado pode fazer a diferença entre um acerto ou um erro. Essa fala representa o quanto o poder da informação faz a diferença na tomada de decisão e o quanto isso agrega na sua carreira.

O fato é que os profissionais de hoje precisam ser uma soma de conhecimentos técnicos com habilidades comportamentais, uma boa rede contatos e estar sempre atualizado e conectado. Esse é o diferencial que as empresas buscam. E você está preparado para essa nova dinâmica do mercado de trabalho? Já leu um jornal hoje? Já se conectou com seus contatos?

Diego Martins. É graduado em administração e com MBA em gestão estratégica de pessoas pela UNIVALI, e co-fundador do site CarreiraY.com.br. Integra o comitê de diversos eventos ligados a gestão de pessoas e a administração. É colunista do blog Emprego & Carreira e membro da ABRH Litoral.

Contato: diego.martins@carreiray.com.br