O Que é Uma Estratégia Competitiva?
Por Julio Cesar S. Santos
25/03/2011

Como Fazer Para Sua Empresa Ser Diferente? Por Que um Vestido do Versace Vale R$ 50 mil e o da Sua Confecção Vale Apenas R$ 80?

Uma estratégia é um plano que deve ser posto em prática pelas empresas e de acordo com um dos maiores especialistas no assunto – Michael Porter – uma estratégia competitiva é ser diferente, pois ao estabelecer um diferencial competitivo e preservá-lo as organizações conseguirão superar seus concorrentes.
Mas, ser diferente não é tão fácil assim para empresas e produtos, pois é necessário ser diferente para melhorar a atratividade para as empresas, para os produtos e seus próprios serviços. Na verdade, os clientes necessitam reconhecer um determinado “valor” para eles, tanto na sua diferença ou no estilo.
Diante disso cabe a seguinte pergunta: _ Por que um vestido do Versace vale R$ 50 mil e o da sua confecção vale R$ 80? Por que uma tela com umas manchas de tinta do pintor Manabu Mabe vale quase R$ 100 mil e o seu pano de prato bordado com tanto carinho vale apenas R$ 3? Por que os seus produtos estão brigando somente por preço? Por que o seu salário é tão baixo?
_ Porque você é igual à maioria! Ou seja, não tem um diferencial que faça com que você seja único no mercado. Não tem uma “assinatura”, uma grife, um estilo ou até mesmo “um jeito diferente de ser” – para melhor, é claro. Tudo o que é abundante é desvalorizado e em contraste a isso tudo aquilo que é escasso, certamente vale mais.
Se existe uma tendência abundante para a padronização de determinados produtos (ou serviços) e você sabe que o padrão desagrada medianamente à maioria, então procure personalizar seus serviços e seu trabalho.
Se todas as empresas caminham para o mercado global dedique-se a atender seus clientes do bairro, pois se a sua empresa for “única” talvez os clientes do outro lado do mundo queiram comprar de você. Se tudo agora é virtual......também seja, mas saiba que os seus clientes estão cada vez mais carentes de contatos pessoais cara a cara com você.
Se no mundo moderno a maioria das empresas está plugada e conectada, então qual é a escassez? Isolamento, desligamento, volta à natureza; ou seja, volta à realidade. Se na realidade atual existem mil coisas a serem feitas no dia-a-dia, é a dedicação que deve estar em alta. Ou seja, as pessoas passam a se dedicar mais a grupos de estudo, animais de estimação, projetos comunitários, filhos, etc.
Na abundância material as pessoas se voltam para o humano, para o espiritual, para a criatividade, para os líderes ou heróis. Sendo assim, você deve vender mais o “estado de espírito” da sua empresa ou do seu trabalho. Ou seja, atenda seus clientes com mais paixão, mais atenção aos detalhes e trate seus funcionários como trata seus próprios amigos.

Julio Cesar S. Santos é Professor, Consultor, Palestrante e Co-Autor do Livro: "Trabalho e Vida Pessoal - 50 Contos Selecionados". Elaborou o curso de “Gestão Empresarial” e atualmente ministra Palestras e Treinamentos Sobre Marketing, Administração, Técnicas de Atendimento ao Cliente, Secretariado e Recursos Humanos. Contatos: jcss_sc@yahoo.com.br (21) 2233-1762 / (21) 9423-9433 / www.profigestao.blogspot.com