Um Passo na Carreira: A moda da Luiza ou a Luiza da Moda?
Por Ivan Postigo
02/02/2012

Dizia um empresário de uma banda famosa que o que permitiu seus pupilos alcançarem aquele sucesso estrondoso foi algo chamado “momento”.

Explicava que o fato não se deu porque a banda era a melhor entre as melhores, afinal muitas que não obtiveram aquela expressão também eram fantásticas, mas o trabalho havia encontrado condições favoráveis para a geração dos frutos.

Quantas histórias não foram resgatadas e explodiram nas telas do cinema, sem que alguém, efetivamente, pudesse planejar tal fato?

Há três grandes desafios para os empreendedores, homens de propaganda e também profissionais que buscam estruturar suas carreiras:

1) Criar o momento;
2) Encontrar o momento;
3) Perpetuá-lo.

Seria possível conduzi-los? Em alguns casos parece que sim, em outros parece que não.

Sabe quando bate aquela ansiedade e não sabemos se devemos mudar algo em nossas vidas ou aguardar?

E pior, amigos nos dizem: - Se eu estivesse em seu lugar aguardaria o momento certo!

Deus meu! Como identificar o tal do momento certo?

E, lá estava a Luiza seguindo para o Canadá, com seus planos para o futuro. Hum, aquele era um momento.

No instante seguinte, o pai diz a frase mágica e cria o efeito borboleta. Um terremoto...

Lá vem a Luiza de volta do Canadá!

Pronto, lá estão os neurônios da menina, provocando-a por causa de seus planos e carreira: - Luiza, foi pra quê, voltou por quê?

E claro, amigos perguntarão: Luiza, você está segura que é o momento de voltar?

Pois é, que situação! Com certeza, muitos, naquele momento, não saberiam o que dizer e fazer.

Para outros a oportunidade não poderia ser perdida e naquele momento só tinham uma recomendação: - Volta menina!

Ah, Luiza! Mal havia deixado os braços dos pais e voltou, aos braços dos fãs. Uma carreira ou um momento?

Verdade seja dita, ninguém sabe o que o futuro lhe reserva, mas uma vez que tenha agarrado a oportunidade, que faça reservas para o futuro.

Neste momento, estamos curtindo a Luiza da moda, com seu jeito de menina, ainda assustada, tentando se acostumar com os flashes.

Torcendo também para que se inspire e possa criar a moda da Luiza, perpetuando esse momento mágico.

Momento! O que é o momento, quando é o momento?

John Updike desconfiaria: “Suspeite de cada momento, por ser ele um ladrão, indo na ponta dos pés, sempre com mais do que trouxe”. Luiza, volta pro Canadá!

Agatha Christie lhe diria: - Luiza, fica! Afinal, para ela, “não reconhecemos os momentos realmente importantes da vida até ser demasiado tarde”.

Irvine Welsh a apressaria para aproveitar e deixaria uma passagem de volta ao Canadá como plano B: “Não há nada à margem do momento”.

José Marti colocaria foco: “Em cada momento, o que em cada momento é necessário”.

Fatos como esses inspiram e abrem caminhos para reflexões sobre sucesso e carreira.

Algumas lições sobre momentos estão ai, mas não sobre sua perenidade.

Enquanto vibramos e torcemos pela doce menina, deixamos que o tempo nos diga se aquele momento criou a moda da Luiza ou se ficaremos apenas com a lembrança da Luiza da moda.

Ivan Postigo é Economista, Bacharel em contabilidade, pós-graduado em controladoria pela USP. Autor do livro: Por que não? Técnicas para estruturação de carreira na área de vendas e diretor da Postigo Consultoria de Gestão Empresarial - Fones (11) 4526 1197 / ( 11 ) 9645 4652
www.postigoconsultoria.com.br - ipostigo@terra.com.br