A aplicação dos conhecimentos nas oportunidades de mercado nas empresas inteligentes em Marketing
Por Rafael Mauricio Menshhein
15/09/2017

A incompetência e a deslealdade são fundamentais para a maioria das empresas, pois enxergam clientes como cofres a serem esvaziados rapidamente, para que o próximo da fila seja capturado, demonstrando a incapacidade de fazer algo relevante e aplicável no mundo real, aproveitando-se do protecionismo descabido e que pune as empresas que oferecem soluções.
Mercados assolados pela incompetência não podem ser considerados competitivos, mas o são porque a corrupção é praticamente totalitária e impede que muitos empreendedores possam oferecer suas ideias, na forma de produtos ou serviços, aos consumidores ávidos por soluções.
Desta forma é impraticável a competitividade entre os melhores, pois o que há de pior é valorizado e sustentado por uma cadeia de ações vis que quase exterminam quem sabe oferecer uma solução.
Outro fator perturbador é a incapacidade que as empresas possuem em lidar com o conhecimento e suas oportunidades de oferecer ideias que gerem soluções viáveis, pois o adestramento de colaboradores é algo tão arraigado que o mercado não evolui, tampouco pode competir com os mercados que sabem que o indivíduo que oferece soluções abre espaço para que ideias e empreendimentos deem aos consumidores mais do que produtos ou serviços.
Logicamente os mercados onde pessoas são meras coisas substituíveis ao apresentar defeitos se tornam fechados de forma proposital, ainda mais quando é necessário se manter uma estrutura que impede que cada pessoa seja geradora de soluções, mantendo o que há de pior em uma linha de montagem perpétua baseada na falácia da experiência que é fundamentada no adestramento.
Por isso é fácil encontrar empresas medíocres, principalmente quando os famigerados processos seletivos escolhem os melhores micos amestrados, por não saber lidar com ideias diferentes que, quando viáveis, geram produtos e serviços interessantes para os clientes, abrindo também a oportunidade para que os concorrentes auxiliem as demais empresas a melhorar.
Ao mesmo tempo é interessante observar como as empresas inteligentes optam por trazer para seus ambientes conhecimentos, experiências, visões, ideias e informações variadas, abrindo espaço para que a construção de seus produtos e serviços seja desenvolvida continuamente, entregando ao consumidor o que de melhor pode fazer, contando com determinados padrões, mas sem transformar pessoas em coisas, algo muito comum nos mercados dominados pela incompetência.