Como Liderar Conflitos?
Por Irlei Wiesel
20/02/2016

"Com talento ganhamos partidas, com trabalho em equipe e inteligência ganhamos campeonatos “ Michael Jordan

As relações humanas são a base para mudanças estruturais. As organizações profissionais e familiares estão alicerçadas no convívio de pessoas. Cada um com suas vontades, desejos, sonhos, manias, crenças, teimosias, tristezas, alegrias enfim, uma mistura diversificada de personalidades que aprendem na pratica a arte do relacionamento.

A harmonia nem sempre está presente nas relações de convívio, mas o progresso sim. Muitos impérios foram construídos sob relações nada amistosas. Nas famílias também encontramos dificuldades, conflitos imensos, abismos intransponíveis, mas os laços não são quebrados, uma vez que o sangue identifica a quem se pertence.

Entendo que é utopia pensar uma vida sem conflitos, o que quero alertar é que quanto mais for alimentado, mais cansativo e desgastante será para todos. Defendo o hasteamento da bandeira branca.

Imagino as relações humanas como um grande imã. É como se o imã tivesse o papel de atrair a pessoa certa para a relação de convívio que ela precisa.

O cenário existe para os atores atuarem. A pergunta é: Quais serão os atores e os talentos necessários para agir naquela realidade?

Toda realidade existe para ser transformada. Quando não houver melhorias no convívio e nem progresso financeiro como resultado do esforço profissional de uma equipe, então algo está trancando o fluxo da mudança. Nada existe com a finalidade de atrofiar, ao contrário, as dificuldades devem criar saídas. Isso vale também para o convívio entre familiares e colegas de trabalho. A melhoria contínua passa pela melhoria das relações.

Um império alicerçado por conflitos continua sendo um império. Agora, se ele for alicerçado sob uma base harmônica, a motivação pessoal e coletiva passa a ser natural e o progresso de todos, inclusive da marca, atrairá cada vez mais soluções.

São as pessoas que emprestam sua mente e coração para oferecer soluções. Quando ela está mergulhada na raiva e da vingança, dificilmente terá interesse de solucionar, ao contrário terá interesse de complicar, piorar, de aumentar o caus.

Sendo assim, é sinal de inteligência toda vez que um líder oferecer aos seus liderados espaços para discutir as diferenças e dificuldades do convívio. A bandeira branca abre horizontes.

Os conflitos são um fato, o que fazer com eles é que é a diferença dos vencedores. Como disse Michael Jordan “Com talento ganhamos partidas, com trabalho em equipe e inteligência ganhamos campeonatos”

Ganhar é sempre bom. Agora, ganhar em um clima de harmonia e paz é mais saudável.

http://www.irleiwiesel.com.br