Dicionário de Logística - Verbetes com a letra T

TACÓGRAFO - Instrumento destinado a registrar movimentos ou velocidades; tacômetro registrador.
TACÔMETRO - Aparelho que serve para medir o número de rotações por minuto do motor e, portanto, a velocidade de máquinas ou veículos; o mesmo que taquímetro.
TAILOR MADE – Produto ou serviço customizado, feito sob encomenda conforme especificação do cliente.
TAMANHO DE LOTE – Quantidade de um item específico que é solicitado de uma fábrica ou fornecedor ou emitido como quantidade padrão para o processo de produção.
TAMANHO DO LOTE DE PRODUÇÃO – O número de unidades produzidas de um produto em determinada etapa do processo de produção entre preparações de máquinas.
TAMBOR-PULMÃO-CORDA – Técnica de programação desenvolvida usando a Teoria das Restrições. O tambor determina o ritmo para a restrição. O pulmão é um mecanismo de tempo usado para proteger o gargalo das incertezas. A corda é o mecanismo de informação usado para sincronizar a fábrica e determinar a liberação dos materiais na cadeia de suprimentos.
TAQUÍMETRO - O mesmo que tacômetro.
TARA - Peso de uma unidade de transporte intermodal ou veículo sem carga. Ao se pesar o total subtrai-se a tara, chegando-se assim ao peso da carga.
TARGET COST – Custo Alvo ou meta de custo a ser alcançada.
TARGET INVENTORY LEVEL – Nível de Estoque Desejado.
TARIFA COMBINADA DE TRANSPORTE – Índice conjunto obtido pela combinação de dois ou mais índices publicados.
TAXA DE ATRACAÇÃO (WHARFAGE) – Taxa cobrada do expedidor por usar um cais para atracação, carga ou descarga de uma enbarcação ou estocagem de produtos além do cais ou doca.
TAXA DE MANUSEIO DE TERMINAL (TERMINAL HANDLING CHARGE) – Quantia fixa que os armadores organizados numa Conferência Marítima cobram pelo manuseio de mercadorias no terminal portuário.
Taxa de Valor Liberado ou Released-Value Rates - Taxa baseada sobre o valor do transporte.
TECA – TERMINAL DE CARGA AÉREA – Local em aeroporto onde as cargas são preparadas para embarque em aeronaves ou recebidas para transferência para outro modal de transporte.
TECNOLOGIA – Conjunto ordenado de conhecimentos científicos, técnicos empíricos e intuitivos, empregados no desenvolvimento, na produção, na comercialização e na utilização de bens e serviços.
Têmpera - Palavra utilizada no setor de Produção, que significa o processo de tratamento térmico nos aços, para que obtenha maior dureza e resistência mecânica. Consiste no aquecimento do mesmo até ficar avermelhado e em seguida é resfriado bruscamente colocando-o na água ou no óleo. Esta operação faz com que haja uma aglutinação das moléculas do aço, tornando-o mais rígido e resistente. Geralmente é feito em setores das peças/ferramentas que sofrerão forte impacto durante sua vida útil, ou ação constante em outras peças ou mesmo de outras peças.
TEMPO ATÉ O MERCADO (TIME-TO-MARKET) – Tempo total necessário para projeto, construção e entrega de um produto. Tempo da conceituação à entrega.
TEMPO DA DOCA AO ESTOQUE (DOCK-TO-STOCK TIME) – Tempo gasto medido para o recebimento de um item da doca até estocagem do produto. Alguns consideram não apenas a estocagem física do item, mas a sua disponibilização nos sistemas da empresa para a venda.
TEMPO DE ATRAVESSAMENTO - Tempo decorrido a partir do momento em que uma matéria-prima chega na empresa e o momento em que esta matéria-prima chega no armazém incorporada em um produto acabado.
TEMPO DE CICLO (CYCLE TIME) – O tempo total entre o início e o término de um produto no processo, incluindo todo o trabalho em componentes, mas sem incluir a obtenção dos itens adquiridos. É o tempo para produzir um item.
TEMPO DE CICLO DO PEDIDO (ORDER CYCLE TIME) – Tempo entre colocação de um pedido até o recebimento deste pedido pelo Cliente, incluindo tempo de transmissão, processamento, preparação e embarque do mesmo.
TEMPO DE COMPRA - É o período compreendido entre a data da requisição do material até a data do fechamento do pedido.
TEMPO DE CONSUMO - Define-se como o tempo durante o qual o produto esgota ou muda a sua utilidade. Um produto embalado num frasco de vidro tem esgotado a sua utilidade quando o produto acabar, mas o frasco de vidro poderá a ter utilidade na forma de contentor de pequenas peças.
TEMPO DE CORTE – O momento até o qual se aceita uma carga para assegurar que a mesma estará de acordo para um determinado transporte.
TEMPO DE ESPERA – Tempo gasto enquanto um trabalho aguarda processamento.
TEMPO DE FILA (QUEUE) – Período de tempo entre a chegada do material em uma estação de trabalho e início do processamento do mesmo.
Tempo de Fornecimento - É o período compreendido entre o fechamento do pedido de compras junto ao fornecedor, até a data de entrega dos materiais no local combinado.
TEMPO DE PARADA (DOWN TIME) – Tempo em que um equipamento não está disponível para uso. Inclui tempo necessário para manutenção e outros serviços necessários.
Tempo do Pedido de Compra - É o período compreendido entre a requisição (via papel ou sistema) do usuário, até a aprovação final dos seus superiores, formalizando assim o documento (via papel ou via sistema), que seguirá para o Departamento de Compras.

TEMPO DE PEGA - O tempo decorrido entre a produção e compra pelo usuário do produto é um número que mostra a situação dinâmica das forças que compõem o sistema logístico.
Tempo de Recebimento - É o tempo compreendido entre a chegada do material, até a liberação do mesmo para estoque, após ter sido feita toda a conferência de quantidades, documentos, material (quebras, testes, se é o mesmo que foi solicitado, etc.).
TEMPO DE REPARAÇÃO – Tempo de serviço total, incluindo tempo de deslocamento para que um componente reparável retorne ao estoque e torne-se disponível para uso.
TEMPO DE RESSUPRIMENTO - É a somatória do Tempo de Compra, mais o Tempo de Processamento e Embarque pelo fornecedor, mais o Tempo de Transporte, mais o Tempo de Recebimento (conferência, testes, etc.) Até o material ficar disponível para utilização.
TEMPO DE SEPARAÇÃO (PICK TIME) – Quantidade de tempo em uma fase de separação necessária para um separador selecionar os itens, desde a colocação no contenedor de separação até completar a transação com a marcação na lista de separação ou finalizando a tarefa em um terminal de radiofreqüência ou outro equipamento. Não inclui o tempo de deslocamento.
TEMPO DE SET-UP - Tempo de preparação - é o tempo transcorrido entre a produção da última peça/quilo/metro boa de um produto A e a produção da primeira peça/quilo/metro bom de um produto B quando em um determinado equipamento efetua-se a troca do produto A pelo produto B.
TEMPO DE TRANSPORTE - É o período compreendido entre a data de entrega do material até a chegada do mesmo para o requisitante (destino).
TEMPO DE TROCA - É o tempo decorrido entre a última peça boa, de uma corrida de produção, e a peça aprovada, da próxima corrida de produção.
TEMPO DESPENDIDO NA COMPRA - Define-se como tempo despendido na compra, como a média do tempo que o usuário dedica a localizar, examinar e comprar um determinado produto. O consumidor não pode ser forçado a despender tempo e energia que esteja em desproporção com a satisfação de suas necessidades, que esperam obter com o produto que compram.
TEMPO PERDIDO – Tempo em que um recurso produtivo não está produzindo, devido ao set up, manutenção, falta de material e de ferramentas e falta de programação.
TEORIA DAS RESTRIÇÕES (THEORY OF CONSTRAINTS-TOC) – Técnica administrativa desenvolvida pelo físico israelense Eliyahu Goldratt, que consiste em identificar e explorar as restrições (ou “gargalos”) em todas as atividades do negócio.
TERCEIRIZAÇÃO (OUTSOURCING) – Uso de terceiro, subcontratado, transportador, armazém ou operador logístico para realizar funções normalmente realizadas pela própria empresa. Transferir as operações ou ativos de uma empresa para outra, para sua gestão e abastecimento.
TERCEIRO (THIRD PARTY) – Qualquer pessoa ou organização que presta serviço em processo de produção ou logística, que não seja nem o comprador ou o vendedor.
TERMINAL – Local em que ocorre uma alteração do modal de transporte. É o local em qualquer um dos pontos de uma linha de transporte incluindo escritório, instalações de reparo ou movimentação.
TERMINAL DE RADIOFREQUÊNCIA – Dispositivos de radiocomunicação utilizados como uma ligação entre computadores. Os terminais RF podem ser utilizados para transferir dados entre computadores ou entre um dispositivo portátil de entrada de dados e um computador. Usados em conjunto com um sistema de gerenciamento do armazém (WMS) para indicar a um operador as atividades de separação, estocagem e contagem cíclica de inventário. Comunica-se com o WMS por meio de transmissões de radiofreqüência de baixa energia. É uma ligação em tempo real entre as atividades do armazém e o sistema de controle dos estoques.
TERMINAL PORTÁTIL (HAND HELD TERMINAL) – Dispositivo para entrada de dados tão pequeno que pode ser carregado e usado em um mão. É um scanner móvel.
TEU - Transport Equivalent Unit.
TEU - Twenty Foot Equivalent Unit. Tamanho padrão de contêiner intermodal de 20 pés.
THC (Terminal Handling Charge) - O mesmo que Capatazia.
TIME TO MARKET ou TEMPO ATÉ O MERCADO - É o tempo necessário para projetar, aprovar, construir e entregar um produto.
TKU - Toneladas transportadas por quilômetro útil.
TMS - Transportation Management Systems ou Sistemas de Gerenciamento de Transporte.
To Order - Documento ou título emitido à ordem.
TOC - Theory of Constraints ou Teoria das Restrições.
TOCO - Caminhão que tem o eixo simples na carroceria, ou seja, não é duplo.
TOLERÃNCIA EM EXPEDIÇÃO – Desvio permitido em que o Fornecedor ainda pode expedir;ou conforme qualidade em contrato.
TOTAL MANUFACTURING MANAGEMENT (TMM) - Redefinição da produção baseada na lógica do JIT, controle do processo, melhoria contínua, máximo comprometimento com um sistema de gestão com a lógica do custo total.
TOTAL QUALITY ASSURANCE (TQA) - Cuidadosa revisão sob a ótica da Qualidade Total dos sistemas de Garantia da Qualidade e da utilização das normas e da certificação. A ênfase é colocada sobre a evolução de tais sistemas através de uma lógica de instrumentos necessários, mas não suficientes, par gerir de modo dinâmico e ativo ao invés de uma abordagem fiscal e burocrática.
TPA - Trabalhadores Portuários Avulsos.
TPC – TELLIGENT PROXIMITY CONTROL – Dispositivo que controla a distância entre os veículos na estrada e identifica a necessidade da potência de frenagem para evitar uma colisão traseira. Com o radar instalado no pára-choque dianteiro o sistema informa ao motorista a real distância entre os veículos. O TPC desacelera, retarda e/ou freia para manter a distância desejada, inclusive quando o outro veículo corta a frente numa ultrapassagem.
TPM - MANUTENÇÃO PREVENTIVA TOTAL - É um conjunto de atividades de manutenção, envolvendo a todos empregados, visando a melhoria de performance e produtividade dos equipamentos de uma fábrica.
TPM (TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE) - É uma abordagem inovadora para atacar o problema da eficiência dos equipamentos. Sua característica fundamental é a globalização quanto a considerar todo o fluxo logístico na definição das características técnicas e operacionais do equipamento, trata a produtividade total considerando todo o ciclo de vida da instalação e respectivos custos e prevê o envolvimento de todos os recursos que gerenciam os equipamentos.
TPS - Toyota Production System.
TQC - Total Quality Control.
TQC - Total Quality Control - Literalmente, Controle da Qualidade Total. Sistema criado em todas as fases de uma empresa de manufatura, da engenharia de projeto à distribuição, que busca assegurar “defeito zero” na produção.
TQM (Total Quality Management) - Gestão da Qualidade Total - Foi criada em 1985 pela Naval Air Systems Comand para descrever o seu enfoque de gerenciamento ao estilo japonês para o aperfeiçoamento da qualidade. É um modelo de gerenciamento que visa o sucesso a longo prazo através da satisfação do cliente. O TQM é baseado na participação de todos os membros da organização na melhoria de processos, produtos, serviços e na cultura da melhoria contínua. O TQM beneficia todos os membros da organização e da sociedade.
TRACKSTAR - Veículo utilizado no setor ferroviário para verificação e manutenção dos trilhos, dormentes e geometria.
TRADE OFF – Troca compensatória, na sua forma básica, o resultado incorre em um aumento de custos em uma determinada área com o intuito de obter uma grande vantagem em relação às outras.
Trading Company - Termo utilizado para empresas, que operam no comércio internacional, importando e exportando mercadorias e/ou serviços próprios ou de terceiros.
TRÁFEGO – Departamento ou função que tem a responsabilidade de organizar a classificação mais econômica e método de expedição tanto para produtos quanto materiais que são recebidos e expedidos.
TRANSBORDO (TRANSHIPMENT) - Transferir mercadorias/produtos de um para outro meio de transporte ou veículo, no decorrer do percurso da operação de entrega.
TRANSELEVADOR (TURRET CRANE) – Equipamento para movimentação de materiais em que os garfos têm capacidade de acesso de 180 graus para estocar e recuperar páletes de ambos os lados do equipamento em um corredor estreito.
Transit Time - Termo utilizado no transporte marítimo, que significa o tempo que o navio gasta para completar uma viagem ou trecho/percurso.
TRANSPONDER – Dispositivo usado para identificação que transmite automaticamente certos dados em códigos da atuação de um sinal especial.
TRANSPONDER DE RÁDIOFREQUÊNCIA – Tecnologia de identificação automática operada da mesma forma que etiquetas de segurança colocadas em roupas. Os equipamentos transmitem as informações para um sistema de computador quando próximos ao transponder de radiofreqüência.
TRANSPORTADOR CONTÍNUO (CONVEYOR) – Mecanismo que transporta materiais por meio de correias, roletes móveis, etc.
TRANSPORTADORA (CARRIER) – Parte que assume o transporte de produtos de um ponto para outro.
TRANSPORTADORA DE CARGA GERAL – Transportador que possui autorização de operação no transporte de produtos em geral, ou todos os produtos não listados como especiais.
Transporte - É a parte da logística responsável pelo deslocamento de cargas em geral e pessoas, através dos vários modais existentes.
TRANSPORTE AÉREO (AIRWAY TRANSPORTATION) – Movimentação de pessoas ou materiais pelo ar, por aviões, helicópteros, balões ou dirigíveis.
TRANSPORTE AQUAVIÁRIO (WATERWAY TRANSPORTATION) – Movimentação de pessoas ou materiais pela água, rios, cabotagem ou marítimo.
TRANSPORTE COMBINADO – Transporte intermodal onde a maior parte da jornada é via ferroviária, fluvial ou marítima e o transporte inicial e/ou final por rodovia é o mais curto possível. Refere-se ao transporte de um veículo de transporte por outro (piggy back), como por exemplo, uma carreta transportada por um vagão ferroviário ou por um ferry boat.
TRANSPORTE CONTRATADO DEDICADO (DEDICATED CONTRACT CARRIAGE) – Serviço contratual terceirizado que fornece veículos e motoristas para um cliente único que fará uso exclusivo deste serviço, usualmente executado em uma situação de rota fixa.
TRANSPORTE COORDENADO – Dois ou mais transportadores de diferentes tipos transportando um embarque.
TRANSPORTE DUTOVIÁRIO (PIPELINE TRANSPORTATION) – Movimentação de fluidos e gases pela tubulação.
TRANSPORTE FERROVIÁRIO (RAILWAY TRANSPORTATION) – Movimentação de pessoas ou materiais por ferrovias.
TRANSPORTE INTERMODAL - É o transporte realizado através de dois ou mais modais de transporte de forma eficiente, com mínimas resistências ao movimento contínuo de bens e equipamentos de transporte, desde a origem até o destino. É a integração dos serviços de mais de um modo de transporte, com emissão de documentos independentes, onde cada transportador assume responsabilidade por seu transporte. São utilizados para que determinada carga percorra o caminho entre o remetente e seu destinatário, entre os diversos modais existentes, com a responsabilidade do embarcador.
TRANSPORTE MULTIMODAL - é a integração dos serviços de mais de um modo de transporte, utilizados para que determinada carga percorra o caminho entre o remetente e seu destinatário, entre os diversos modais existentes, sendo emitido apenas um único conhecimento de transporte pelo único responsável pelo transporte, que é o OTM - Operador de Transporte Multimodal.
TRANSPORTE RODOVIÁRIO (ROADWAY TRANSPORTATION) – Movimentação de pessoas ou materiais por rodovias, automóveis, caminhões, carretas, etc.
TRANSPORTE VAIVÉM (SHUTTLE SERVICE) – Transporte de ida e volta em uma rota geralmente curta entre dois pontos.
TRAPICHE - Armazém de mercadorias junto ao cais.
TREMINHÕES - é o conjunto formado por um caminhão normal ou cavalo mecânico mais semi-reboque, engatado em 2 reboques, formando assim um conjunto de três carrocerias puxadas por um só caminhão. É muito utilizado no transporte de cana de açúcar.
TRONCO (TRUNK) – Extensão que interliga dois hubs mutuamente.
TRUCK - Caminhão que tem o eixo duplo na carroceria, ou seja, são dois eixos juntos. O objetivo é agüentar mais peso e propiciar melhor desempenho ao veículo.

 

Fonte: Guia Log, Cebralog, Tigerlog