Dicionário de Marketing - Verbetes com a letra E

E- CASH: Nome popular do dinheiro digital, criado pela digicash, hoje quase sinônimo de dinheiro eletrônico na Internet (www.digicash.com) .

E- COMMERCE: Este é um comércio caracterizado pela troca de bits, onde as transações são feitas no Cyberspace. O relacionamento é digital e, portanto, virtual. Os produtos ou serviços se utilizam de uma mídia digital, a multimídia e os principais veículos deste comércio são: CD- ROM, quiosques, BBS e Internet. É também conhecido como comércio virtual ou comércio eletrônico.

E- MARKETING: Veja Marketing digital. Também chamado de Cybermarketing ou E-marketing, o marketing digital está surgindo. Não existe ainda uma definição clara do que é marketing no cyberspace. Os "marketeiros" sérios, como Peter Drucker, Tom Peters ou James Martin, não partilham a mesma opinião entre si. Isso ocorre porque não há, ainda, exemplos consistentes e a mídia não está consolidada. Por exemplo: o texto é, hoje, a mídia mais importante, mas será claramente substituída pela voz. A primeira vantagem do marketing digital é o atendimento totalmente personalizado a um custo de atendimento de massa. O que Stan Rapp previu em seu livro (RAPP, Stan. Maximarketing. São Paulo: Makron Books, 1994) (o consumidor sendo atendido individualmente) não aconteceu, de fato, com o marketing direto, mas vai acontecer com o marketing digital. A segunda grande vantagem, mais imediata, é a substituição dos catálogos e manuais: muito mais completo, atual e barato para quem produz e não ocupa espaço de quem os utiliza. Existe uma enorme gama de vantagens, principalmente para o futuro. O Marketing Digital vai colonizar o cyberspace e tornar a realidade virtual uma virtualidade real, trazendo retorno sobre o investimento e transformando significativamente as relações de negócios.

E.V.A- Economic Value Added ou Valor Econômico Agregado.

ECONOMIA DE ESCALA: Aumento proporcional de todos os fatores de produção tendo como objetivo a redução do custo unitário.

ECONOMIA FECHADA: Isolamento econômico de um país mantendo as portas fechadas para importações ou exportações, baseando- se na auto- suficiência.

ECONOMIA: Ciência relativa aos estudos de produção acumulação, distribuição e consumo de bens materiais.

ECOSSISTEMA: Relação entre o meio ambiente e toda forma de vida que nele habita, buscando o equilíbrio geológico, atmosférico, meteorológico e biológico.

EDI - Eletronic Data Interchange - Série de Processos que permite o intercâmbio eletrônico de informações, internamente e entre parceiros comerciais.

EDI- Eletronic Data Interchange. Intercâmbio eletrônico de dados entre o cliente e o agente vendedor, geralmente incluindo informações relativas a colocação e atendimento de pedidos, contas em aberto e especificações do produto ou serviço.

EFEITO CUMULATIVO: Conseqüência da repetição de uma mensagem sobre determinado grupo identificado.

EFEITO ICEBERG - Resultado inicial inevitável de aplicação do Gerenciamento da Qualidade Total – os problemas que se encontravam “encobertos” começam avir à tona, dando a impressão de que “as coisas estão piorando”. O efeito iceberg é um bom indicador,uma vez que os problemas que se encontravam mascarados e invisíveis passam a ser identificados e solucionados.

Efeito placebo- Efeito que ocorre quando um indivíduo não tratado acredita, incorretamente, que está recebendo um tratamento real e reporta uma melhora de sintomas.

EFICÁCIA DA ASSISTÊNCIA - Mede até que ponto a assistência recebida exerce o efeito desejado com um mínimo de esforço ou desperdício de recursos.

EFICÁCIA: Capacidade de fazer o trabalho atribuído. Razão pela qual se realiza uma ação, observando os resultados alcançados e os objetivos atingidos.

EFICIÊNCIA - Refere-se à capacidade de executar corretamente uma determinada tarefa com o melhor aproveitamento(otimização) dos recursos disponíveis. É fazer certo a coisa.

ELASTICIDADE DA DEMANDA: Capacidade que o mercado tem em absorver quantidade cada vez maiores de bens de consumo.

ELASTICIDADE DA PROCURA - Relação entre a variação da procura de um produto e as alterações de variáveis com as quais possa estar relacionada, como por exemplo o rendimento dos consumidores ou dos preços.

E-MAIL: 1-Abreviatura de electronic - mail, ou correio eletrônico. Serviço que proporciona a troca de informações on- line à distância. Proporciona ao usuário vantagens que superam o telefone, os correios e o fax, pois com o e- mail qualquer pessoa com uma linha telefônica e um computador dotado de modem terá a possibilidade de interligar- se instantaneamente com o resto do planeta. 2- Correio eletrônico. É o serviço de maior alcance na Internet. Permite a troca de mensagens entre usuários de forma cada vez mais interativa. Poderosa ferramenta de marketing, atualmente no estado da arte, que terá desdobramentos antes nunca imaginados pelo marketing direto.

EMBALAGEM: 1- Invólucro que acondiciona e protege produtos. Segundo a ABNT- Associação de Normas Técnicas -, podemos considerar três tipos de embalagens: embalagem de despacho (própria para proteger o produto quando transportado); embalagem intermediária (que somente acondiciona produtos dentro dela servindo para transporte interno); embalagem individual (aquela que normalmente acompanha o produto no ato de aquisição pelo consumidor final). Alguns exemplos de caixas de papelão definidas pela ABNT: caixa normal (quando todas as abas tem o mesmo comprimento); caixa especial (quando as abas internas são maiores que as externas); meia caixa normal com tampa (quando as quatro abas superiores são substituídas por uma tampa). 2- O invólucro ou recipiente usado para embalar. 3- seção de lojas ou fabrica onde embalam as mercadorias, a "vestimenta" do produto, ou seja, a embalagem em todos os aspectos gráficos, cromáticos e figurativos tem alto valor expressivo, pois deve comunicar a natureza e as características do produto quanto a sua personalidade.

EMBARGO: Proibição sobre a importação de certos produtos.

EMISSOR:1- Pessoa ou organização que origina a mensagem em termos de comunicação. O fabricante, que faz a propaganda, é o emissor. Na área de comunicação, é o agente que inicia mensagens de tal maneira que aquele que as receba (receptor)entenda seu significado através de códigos em comum. 2- Em economia, entende- se como a entidade autorizada a emitir moeda- papel.

EMPIRICAMENTE- Que é fundado ou guiado somente pela experiência ou o poder da cura sem a ajuda da ciência.

EMPLOYE NUMBER: Número de empregados.

EMPOWERMENT - Processo de delegação de poder aos colaboradores,particularmente aqueles que integram a linha de frente.

EMPREENDEDOR: 1- Que empreende; ativo, arrojado. Denominação dada ao profissional com capacidade natural de gerir e impulsionar negócio próprio ou de terceiro a partir de medidas arrojadas e positivas.2- Fundador de uma empresa, ou então, que amplia os negócios de uma já existente e de sua propriedade. Empresa 1:1- A organização que pratica o marketing individualizado (1:1) por meio de (1) acompanhamento individual dos clientes, (2) interação com eles e (3) integração do feedback de cada cliente em seu próprio comportamento junto àquele cliente.

EMPRESA CENTRADA NO CONSUMIDOR: Empresa que se concentra na evolução das expectativas dos consumidores ao projetar suas estratégias.

EMPRESA CENTRADA NO MERCADO: Empresa que equilibra sua atenção entre seus consumidores e seus concorrentes, ao projetar suas estratégias de marketing.

EMPRESA CENTRADA NOS CONCORRENTES: Empresa cujos movimentos são baseados, principalmente, nas ações e reações dos concorrentes; ela despende a maior parte de seu tempo acompanhando os movimentos e participações de mercado dos concorrentes, e tentando encontrar estratégias para atacá-los.

EMPRESA DE CAPITAL ABERTO: Que tem seus títulos negociados na Bolsa de Valores.

EMPRESA DE CAPITAL FECHADO: Aquela cujo capital é constituído pela participação dos sócios e os títulos não podem ser livremente negociados em Bolsa de Valores.

EMPRESA DE DISTRIBUIÇÃO FÍSICA: Empresa de estocagem, de transportes e outras que ajudam uma empresa a estocar e transportar seus bens dos pontos de origem para seus destinos.

EMPRESA GLOBAL: Empresa que, operando em mais de um país, obtém vantagens em P&D, produção, marketing e vantagens financeiras em seus custos e reputação; que não estão disponíveis para concorrentes puramente domésticos.

EMPRESA MULTINACIONAL: Grande empresa cujas operações e divisões se espalham por vários países, mas que é controlada por um escritório central. Empresa um a um- Ver Empresa 1:1.

EMPRESA VIRTUAL: Nova tendência dos negócios, em que as empresas não possuem mais sede, suas funções estão divididas em diferentes localidades e se comunicam por meio de um sistema que permite trabalhar como se tivessem no mesmo local. No conceito de Cybercorp de Janes Martin (MARTIN, James. A grande transição S. 1. : Futura, s.d), a empresa é orientada à administração de processos e não mais à divisão de áreas. Essa nova configuração incentiva a medição do trabalho por resultados e não por horas e trabalho. Uma empresa pode ser totalmente virtual- como a Amazon Book, uma livraria que existe somente na Internet- ou parcialmente virtual - como a Nike. Essa tendência não é uma modernização da administração, mas uma revolução que afetará radicalmente as relações de trabalho e a atuação mercadológica. A maior conquista da empresa virtual é possibilitar condições de trabalho que são igualmente interessantes tanto para os funcionários como para os acionistas.

EMPRESÁRIO: 1- Pessoa responsável pelo bom funcionamento de uma empresa; homem de empresa; referente a empresa. 2- Aquele que se ocupa da vida profissional e dos interesses de pessoas que se distinguem por seu desempenho perante o público.

EMPRESAS DE COURIER: Distribui encomendas, malotes e impressos via aérea.

ENCANTAR: Surpreender, maravilhar, superar a expectativa do cliente. Muito importante para que o cliente retorne ao negócio e se mostre fidelizado por se sentir encantado com o atendimento recebido.

ENDEREÇABILIDADE- Clientes que podem ser individualmente acessados podem ser alvos de remessa de diferentes mensagens individuais, geralmente por meios de comunicação 1:1 (mídia 1:1). Meios de comunicação de massa caracterizam- se por falta de endereçabilidade, uma vez que enviam a mesma mensagem a todos, simultaneamente.

ENDEREÇAMENTO SEGMENTADO - Um esquema de endereçamento utilizado pelos processadores Intel, que divide o espaço do endereço em partes lógicas denominadas segmentos. Para acessar um determinado endereço a aplicação deve especificar o segmento e uma localização dentro dele.

ENDOMARKETING: É a utilização de ações de marketing voltadas para o público interno das empresas.

END-USER: Veja Consumidor. Indivíduo que compra bens ou serviços para consumo próprio e/ou de terceiros.

ENGENHARIA DA QUALIDADE - Ramo da engenharia que tratados princípios e práticas da qualidade.

ENSAIO - Procedimento para determinação de uma ou mais características de um produto.

ENTREGA DOMICILIAR: Sistema de entrega de mercadorias realizado por empresa privada, que opcionalmente faz a cobrança do valor de compra. Bastante utilizado para entrega nas grandes cidades devido a maior conveniência em relação ao reembolso postal.

ENTREGA JUSTI IN TIME: Os clientes recebem seus pedidos na ocasião em que necessitam do produto.

Entrelaçamento operacional- Interligar as operações da empresa com as do cliente. Fornecer ferramentas ao cliente para que ele possa desempenhar algumas das funções que de outra forma caberiam à empresa e tornar usual tal fornecimento para que o cliente possa adquirir maior controle sobre o atendimento que lhe está sendo dado.

ENTREPRENEUR: O criador de uma nova empresa ou o administrador que tenta melhorar uma unidade organizacional pela introdução de mudanças produtivas. Veja também Empreendedor.

ENTREPRENEURSHIP: Processo aparentemente descontínuo de combinar recursos para produzir novos bens e serviços.

ENTREVISTA EM PROFUNDIDADE (DEPTH INTERVIEW) - Entrevista não estruturada através da qual o entrevistador procura, de acordo com o esquema geral, recolher o máximo de informações “naturais” por parte do inquirido.

ENTREVISTADO: Pessoa que responde às perguntas feitas por um entrevistador que a interroga por meios adequados às informações que se têm em mira.

EQUAÇÃO DE REGRESSÃO- equação algébrica que descreve o relacionamento entre variáveis.

Equação de regressão múltipla- Equação que traduz uma relação linear entre uma variável dependente y e duas ou mais variáveis independentes (x1, x2, ...xk).

EQUIPES DA QUALIDADE - Grupos de 5 a 10 pessoas de qualquer setor da organização(todos os servidores)que desempenham as seguintes atividades:a) pensam conceitualmente a qualidade;b) lêem e discutem literatura técnica sobre o assunto;c) disseminam no grupo a aprendizagem sobre qualidade;d) discutem outros aspectos culturais que possam ajudar no desenvolvimento da capacidade humana e profissional.

ERA DA PRODUÇÃO: Tempo em que uma empresa se concentrava na produção de produtos específicos pois a demanda era maior que a oferta e a concorrência sem grande expansão.

ERA DE EMPRESA DE MARKETING: Diz-se do esforço total da empresa que é orientado pelo conceito de marketing.

ERA DO DEPARTAMENTO DE MARKETING: Fase de desenvolvimento empresarial em que todas as atividades de marketing são mantidas sob o controle de um departamento, para melhorar o planejamento da política a curto prazo e integrar as atividades da empresa.

ERGOMETRIA: Medição de trabalho pelo ergômetro ou por outra maneira de avaliação.

ERGONOMIA: Conjunto de estudos que visam a organização metódica do trabalho em função do fim proposto e das relações entre o homem e a máquina. Ciência ou disciplina que estuda os problemas de ajustamento ao meio por parte das pessoas e subseqüentemente procura adaptar as condições de trabalho às limitações humanas.

ERRATIC DEMAND: Veja sazonalidade. Relativo a sazão ou estação; próprio de, ou que se verifica em uma sazão ou estação.

ERRO AMOSTRAL- Diferença entre um resultado amostral e o verdadeiro resultado populacional: resultado de flutuações amostrais aleatórias..

ERRO DE AMOSTRAGEM: Extensão provável da diferença entre o valor da amostra e o interesse da população.

ERRO MÁXIMO DE ESTIMATIVA- Veja margem de erro.

ERRO- PADRÃO DA MÉDIA- Desvio - padrão de todas as médias amostrais x possíveis.

ERRO PADRÃO DE ESTIMATIVA- Medida da dispersão dos pontos amostrais aleatórias.

ERRO TIPO I- Erro que consiste em rejeitar a hipótese nula quando ela é verdadeira.

ERRO TIPO II- Erro que consiste em não rejeitar a hipótese nula quando ela é falsa.

ERROS NÃO-AMOSTRAIS- Erros conseqüentes de fatores externos não relacionados com a amostragem.

ESCADA DA FIDELIDADE: Forma de medir a atitude do cliente em relação a sua organização. Partimos de clientes em potencial, pesquisa inicial de possíveis clientes e no final encontramos os defensores, que ajudam a vender sua imagem e, dessa forma, executando a propaganda mais forte que se poderá obter.

ESCALA: Relação existente entre a grandeza gráfica e a grandeza real.

ESCOPO- As economias de escopo são ortogonais às economias de escala. Escala refere- se à extensão ou porte das operações de uma empresa, ao passo que escopo refere- se à profundidade de entendimento ou de relacionamento com um dado cliente.

ESCOPO ATUAL: Quando se faz as suposições sobre o ambiente em que se atua listando oportunidades e ameaças (fatores externos) e pontos fortes e fracos (fatores internos); nesta fase define-se de forma abrangente quais são de fato os negócios da empresa - enumerando produtos ou serviços principais e mercados mais importantes e o que se pode (ou deve) fazer com cada um deles.

ESCOPO FUTURO: Quando se estabelece onde a empresa quer chegar e em quais ramos poderá atuar, elaborando-se uma lista de sugestões de novos negócios; cada uma dessas opções requer análise detalhada dos cenários de mercado (situação, dimensionamento, concorrência, política do setor etc.).

ESCOPO: Objetivo, alvo do trabalho.

ESCORE PADRONIZADO- Número de desvio- padrão em que determinado valor está acima ou abaixo da média; também chamado escore z .

ESCOREZ- Número de desvios - padrão em que determinado valor está acima ou abaixo da média.

ESFORÇO DE MARKETING: Quantidade total de input da empresa no processo de marketing a fim de estimular vendas.

ESPAÇO AMOSTRAL- Conjunto de todos os resultados ou eventos possíveis de um experimento que não podem mais ser subdivididos.

ESPECIALIZAÇÃO: Estratégia de crescimento de mercado quando uma empresa não dispõe de tecnologia para se aventurar em novos produtos/serviços; ela pode crescer graças a uma especialização que proporcione um fator diferenciador que gere mais vendas.

ESPECIFICAÇÃO - Documento que define requisitos.Notas:1 - Um qualificativo deve ser usado para indicar o tipo de especificação,tais como, especificação de produto e especificação de ensaio.2 - Uma especificação deve referir-se a incluir desenhos, modelos ou outros documentos apropriados bem como indicar os meios e critérios segundo os quais a conformidade pode ser verificada.

ESPECIFICAÇÃO DO PRODUTO: Estágio do processo de compra industrial no qual a organização compradora decide quais são e especifica as melhores características técnicas de produto para um item de que necessita.

ESTAGFLAÇÃO: Situação caracterizada pela paralisação das atividades econômicas e da produção e em paralelo com a inflação dos preços. É a coexistência da inflação com a estagnação econômica.

ESTÁGIO DE CRESCIMENTO: Estágio do ciclo de vida do produto no qual as vendas do mesmo começam a crescer com rapidez.

ESTÁGIO DE DECLÍNIO: Estágio do ciclo de vida do produto no qual as vendas do mesmo declinam.

ESTÁGIO DE INTRODUÇÃO: Estágio do ciclo de vida do produto no qual o crescimento das vendas é lento e o lucro é praticamente inexistente devido às despesas de lançamento.

ESTÁGIO DE MATURIDADE: Estágio do ciclo de vida do produto no qual o crescimento das vendas se reduz ou estabiliza.

ESTAGNAÇÃO: Condição de taxa mínima de crescimento, ou quando a taxa de crescimento é menor que a esperada; estado estagnado, falta de movimento, paralisação.

ESTATÍSTICA- Característica medida de uma amostra.

ESTATÍSTICA DE TESTE- Estatística amostral baseada em dados amostrais; usada para tomada de decisão quanto à rejeição da hipótese nula.

Estatística descritiva- Método usado para resumir as principais características de dados populacionais conhecidos.Dados coletados descritos por técnicas como calcular a média e a variação de dados de amostra, preparar mapas das tendências dos dados e calcular correlações de variáveis no conjunto de dados.

Estatística inferencial- Métodos que envolvem o uso de dados amostrais para fazer generalizações ou inferências sobre uma população.

ESTATÍSTICA: Conjunto de fatos numéricos respeitantes a um fato social.Conjunto de métodos para planejar experimentos, obter dados, organizar, resumir, apresentar, analisar, interpretar dados e tirar conclusões neles baseadas.

ESTILO DE VIDA: Padrão devida de uma pessoa, expresso em suas atividades, interesse e opiniões.

ESTIMADOR- Estatística amostral ( como média amostral x) utilizado para aproximar um parâmetro populacional estimado.

ESTIMADOR NÃO-TENDENCIOSO- estatística amostral que tende a visar o parâmetro populacional estimado.

ESTIMATIVA COMBINADA O2; - Estimativa da variância O2 comum a duas populações, obtida calculando-se a média ponderada das duas variâncias amostrais.

Estimativa combinada p1 e p2- Probabilidade obtida pela combinação dos dados de duas proporções amostrais, dividindo-se o número total de sucessos pelo número total de observações.

Estimativa intervalar- Veja intervalo de confiança.

Estimativa pontual- Valor isolado que serve como estimativa de um parâmetro populacional.

Estimativa- Valor específico ou intervalo de valores utilizado para aproximar um parâmetro populacional.

ESTIMATIVA: Previsão de vendas. Cálculo preliminar de orçamento.

ESTOQUE: Quantidade de mercadorias disponíveis e armazenadas para uso dos canais de distribuição.

ESTRAPOLAÇÃO: Estimativa de um valor desconhecido através de utilização de uma série de valores conhecidos ( por exemplo: projeção da população mundial para o ano 2500 d.C ).

ESTRATÉGIA - Resultado de estudo analítico, que define a forma de se alcançarem objetivos e/ou metas específicas,aplicando meios e recursos disponíveis, pelo máximo aproveitamento das condições favoráveis.

ESTRATÉGIA COMPETITIVA: Estratégias que posicionem fortemente a empresa contra seus concorrentes e que lhe dêem a vantagem estratégica mais forte possível.

ESTRATÉGIA DE ATRAÇÃO: Plano para formar uma demanda de produto que os canais de distribuição serão forçados a atender.

ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO: Aplicação dos vários recursos de veiculação com a finalidade de atingir o público- alvo, mostrando a ele as características dos produtos ou serviços ofertados e induzi-lo ao processo de compra.

ESTRATÉGIA DE MARKETING: Lógica de marketing pela qual a unidade de negócios espera atingir seus objetivos de marketing. A estratégia de marketing consiste em estratégias específicas para mercados- alvo, mix de marketing e níveis de gastos com marketing. Conjunto de objetivos, políticas e regras que orienta, no decorrer do tempo, o esforço de marketing da empresa- seu nível, seu composto e sua alocação- em parte, independentemente, e em parte, em resposta às condições ambientais e competitivas em mutação.

ESTRATÉGIA DE MÍDIA: Aplicação dos vários recursos de veiculação com a finalidade de levar as mensagens ao público alvo.

ESTRATÉGIA DE MULTIMARCAS: Estratégia de acordo com a qual um vendedor desenvolve duas ou mais marcas da mesma categoria de produto.

ESTRATÉGIA MERCADOLÓGICA: Planejamento das atividades mercadológicas visando viabilizar o fluxo de mercadorias entre o produtor e o consumidor de modo a atender às necessidades do consumidor e os objetivos de venda da empresa.

ESTRATÉGIA OFENSIVA: Estratégia adotada pelas empresas que buscam atender liderança técnica e de mercado, situando-se a frente de seus concorrentes no lançamento de novos produtos. Com esse propósito, investem pesadamente em pesquisa e desenvolvimento, sendo bastante ágeis na exploração de novas oportunidades.

ESTRATÉGIA OPERACIONAL: Estratégia que visa identificar e definir as prioridades e escaloná-las, ao mesmo tempo em que propõem diretrizes básicas de ação, levanta necessidades de recursos e planeja a distribuição desses recursos.

ESTRATÉGIA TRADICIONAL: Estratégia adotada por empresas que atuam em mercados maduros, em que as mudanças tecnológicas se produzem lentamente, não sendo sentida a necessidade de inovação.

ESTRATÉGIA: 1. Arte militar de planejar e executar movimentos e operações de tropas. 2.Arte de explorar condições favoráveis com o fim de alcançar objetivos específicos. 3. Arte de utilizar adequadamente os recursos físicos, financeiros e humanos, com a finalidade de minimizar as ameaças e maximizar as oportunidades.

ESTRATÉGIAS DE MARKETING - O conjunto de ações previstas para alcançar os objetivos de marketing

ESTRATÉGIAS: Caminhos a seguir, ou planos de ação estabelecidos, para atingir o objetivo.

ESTRATIFICAÇÃO - Processo de classificar os dados em subgrupos baseados em características ou categorias. Estratificar é dividir as informações(dados) em grupos (ou estratos), constituindo-se numa ferramenta para a buscadas causas ou origens de um problema. Os dados devem ser agrupados por tempo,local, tipo, sintoma e outros fatores. A estratificação é fundamental para a construção do Gráfico de Pareto,sendo uma das Sete Ferramentas da Qualidade.

ESTRELA: Produto ou linha de produtos com alta taxa de crescimento e uma considerável participação de mercado que, freqüentemente demandam pesados investimentos para financiar seu crescimento acelerado. Unidade estratégica de negócio que apresenta elevada taxa de crescimento e elevada participação relativa de mercado. Situação de um produto ou linha de produtos segundo a matriz do portfólio de produtos ou matriz BCG.

ESTRUTURA - É o arranjo das funções(ou competências), com vistas ao cumprimento dos objetivos da organização.Compreende todos os órgãos que compõem o esboço de uma organização ou um órgão público.

ESTRUTURA BÁSICA - É o conjunto de órgãos subordinados diretamente aos Ministros de Estado, a titulares de órgãos integrantes da Presidência da República, de autarquias federais ou de fundações públicas.Esses órgãos são responsáveis pelo estabelecimento das principais diretrizes, pelo encaminhamento das soluções necessárias e pelos resultados obtidos. Sua aprovação é feita por meio de lei.

Estrutura de Banco de Dados em Rede - Modelo de banco de dados no qual as entidades se relacionam de forma semelhante à da estrutura hierárquica, permitindo, porém, relações entre entidades de níveis hierárquicos diferentes.

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL: Estrutura que divide o trabalho de empresa em tarefas especializadas, designa estas tarefas a pessoas e departamentos e as coordena, definindo laços formais entre pessoas e departamentos pelo estabelecimento de linhas de autoridade e comunicação.

ESTRUTURA REGIMENTAL - É o conjunto de unidades organizacionais de um mesmo órgão ou entidade, integrantes de estrutura básica.Sua aprovação, de competência exclusiva do Presidente da República, é feita mediante decreto. A estrutura regimental compreende os órgãos da estrutura básica, com suas competências especificadas até o terceiro nível organizacional. A competência de um Ministério,por exemplo, é distribuída a seus órgãos, mediante decreto de estrutura regimental e especificada em regimentos internos.

ESTUDO DE AMOSTRA PROBABILISTA. Estudo de amostra representativa do mercado a partir do qual a pesquisa pode generalizar com alguma "probabilidade" de exatidão. A amostra é obtida através da seleção de elementos ou grupos de uma população bem definida, por um procedimento que dá a cada elemento uma probabilidade calculável diferente de zero de ser incluído na amostra.

ESTUDO DE MOTIVAÇÃO - Estudo cujo objetivo é a descoberta dos motivos que estão na base do comportamento do consumidor: necessidades, exigências, atitudes, emoções, etc.

ESTUDO DE SEGMENTAÇÃO: Maneira de estratificar um mercado heterogêneos de forma a dispor de estratos mais homogêneos que apresentam as mesmas características.

ESTUDO DE VIABILIDADE: Conjunto de informações necessárias para analisar qual seria o comportamento de um produto, se o mesmo fosse criado e lançado no mercado.

ESTUDO OBSERVACIONAL- Estudo em que observamos e avaliamos características específicas, mas não procuramos manipular nem modificar os elementos estudados.

ESTUDOS DE MEIOS (media research) - Estudos sobre a natureza e composição das audiências dos vários meios publicitários (empresa, rádio, televisão, cinema).

ESTUDOS DE MERCADO - Conjunto de ações com vista à recolha e análise sobre o mercado da empresa (análises de clientes, canais de distribuição, publicidade, etc). É vulgar sobrepor estudos de mercado com estudos marketing.

ESTUDOS MARKETING - Recolhimento e análise de elementos sobre o contexto global e específico das organizações.

ESTUDOS PILOTO (PILOTING) - Estudos de verificação dos processos de análise feita em pequena escala antes de se realizar o programa de investigação definitiva.

ETHICS: Sistema de princípios morais e sua aplicação para problemas de conduta.

ÉTICA DE MARKETING: Padrões morais que orientam as decisões e as ações de marketing.

EUROMETER: People meter desenvolvido pela A.C. Nielsen para a Europa. Esse aparelho registra até 300 canais ( UHF,VHF, por assinatura ou a cabo), até 16 pessoas dentro do lar e as diferentes utilizações do monitor de TV ( inclusive o uso de VCR- Sintonia, gravação e reprodução). Vem sendo utilizado como modelo pela empresa em sua operação mundial. Veja também Dataibope, Meter, People meter.

EUROPEAN COMMON MARKET: Mercado Comum Europeu.

EUROPEAN COMMUNIT: Comunidade Européia.

EVENTO COMPOSTO- Combinação de eventos simples.

Evento- Resultado de um experimento.

EVENTO SIMPLES- Resultado experimental que não comporta mais qualquer subdivisão.

EVENTOS DEPENDENTES- Eventos tais que a ocorrência de um deles afeta as probabilidades de ocorrência dos outros.

EVENTOS INDEPENDENTES- Eventos em que a ocorrência de qualquer um deles não afeta as

EVENTOS MUTUAMENTE EXCLUDENTES- Eventos que não podem ocorrer simultaneamente.

EXCELÊNCIA - Capacidade de produzir padrões de qualidade e de desempenho, superiores àqueles já reconhecidos como ideais, pelos usuários.

EXCLUSIVE OUTLET SELLING: Venda exclusiva.

EXCLUSIVIDADE: Compra total do tempo ou espaço disponível em determinado veículo, eliminando assim a presença de produtos ou serviços concorrentes. Delimitação de área privativa para vendedor ou revendedor comercializar um produto.

EXECUTIVE JET AVIATION: Empresa aérea adquirida pela Berkshire Hathaway em 1998.

EXPECTATIVA - O que o cliente espera do produto ou serviço. Percepção dos clientes sobre a forma como produtos e serviços podem satisfazer às suas exigências particulares. Está relacionada com a capacidade de demanda e deve ser diferenciada de necessidade.

EXPERIMENTO BINOMIAL- Experimento com um número fixo de provas independentes, em que cada resultado se enquadra exatamente em uma de duas categorias.

EXPERIMENTO CEGO- Processo utilizado em experimentos, segundo o qual o indivíduo não sabe se está recebendo um tratamento ou um placebo.

EXPERIMENTO MULTINOMIAL- Experimento com um número fixo de provas independentes , em que cada resultado se enquadra exatamente em uma de duas categorias.

EXPERIMENTO- Processo de coleta de observações.

EXPLORATORY RESEARCH: Veja Pesquisa exploratória. Pesquisa de mercado para coleta de informações preliminares que ajudarão a definir melhor os problemas e sugerir hipóteses.

EXPORTAÇÃO: Forma de entrar em um mercado estrangeiro exportando produtos ou vendendo-os através de intermediários internacionais de marketing ( exportação indireta), ou através de um departamento, filial, representantes ou agentes de venda da própria empresa (exportação direta).

EXPOSIÇÃO SELETIVA: Tendência de as pessoas filtrarem a maior parte da informação a que são expostas.

EXTENSÃO DE LINHA DE PRODUTO: Tarefa de aumentar-se uma linha de produto, estendendo-a além de seu alcance atual.

EXTENSÃO DE MARCA: Produto novo ou modificado lançado sob um nome demarca já bem - sucedido.

EXTENSÃO DE PRATELEIRA: Artifício de colocar uma lâmina de madeira ou plástico ao longo da gôndola, visando aumentar a última prateleira.

EXTRANET - É o acesso a uma parte da Intranet para a conexão de clientes, fornecedores e parceiros. Este acesso é disponibilizado através de senha, onde o usuário poderá entrar apenas nas páginas determinadas pela empresa.

EXTRANET: Internet exclusiva entre cliente e fornecedor; será o principal canal de comunicação entre eles. Poderosa ferramenta de marketing, em que todo o know - how do business to business pode ser potencializado. Funciona como se a empresa residisse no cliente. A qualquer hora, ele pode requisitar qualquer de seus serviços e obter um pronto atendimento. O site reconhece quem é o cliente e habilita as informações específicas para ele.

EXTRAPOLATION: 1. Com base em uma projeção de dados históricos, é possível deduzir tendências futuras. Veja também Extrapolação. Estimativa de um valor desconhecido através da utilização de uma série de valores conhecidos (por exemplo: projeção da população mundial para o ano 2500 d.C)

 

Fontes: Ministério da Saúde - Secretaria Executiva - Subsecretaria de Assuntos Administrativos - Vocabulário da Saúde - em Qualidade e Melhoria da Gestão. IAPMEI - Merkatus - Powerminas