Dicionário de Publicidade e Propaganda - Verbetes com a letra G

GARGALEIRA - Elementos de promoção colocado nas embalagens que têm formato de garrafa, mas especificamente no seu gargalo.

GÔNDOLA - Prateleiras utilizadas para exposição de produtos no PDV.

 

GANCHO - Elemento que ressalta dentro de uma peça e que serve para chamar a atenção do leitor.
GAROTO(A) PROPAGANDA - Rapaz ou moça que faz publicidade pelos meios visuais de comunicação.
GERENTE DE PROPAGANDA - Profissional responsável nas empresas pelo esforço de venda em massa por televisão, jornais, revistas e outros instrumentos de mídia.
GIFT PACK - Processo de vendas em que a mercadoria vem acompanhada de um brinde como oferta.
GIGANTOGRAFIA - Processo que amplia um fotolito para a impressão de um outdoor, permitindo que o cartaz seja visto com boa definição da imagem.
GÔNDOLA - Estante de supermercado, que serve como suporte para material de ponto de venda.
GRÁFICA - Empresa que produz materiais impressos - folhetos, catazes etc.
GRP (GROSS RATING POINT) - 1. Soma das audiências brutas dos programas em que os comerciais foram colocados. 2. Um elemento de mensuração de mídia; é, em última análise, o número de vezes - ou impactos em que o comercial atinge o telespectador.

GENERAL STORE - (Ingles) Tipo de lojas que vende artigos das mais diferentes variedades e utilidades. Varejao.
GIMMICK - Artifício. Recurso. Truque para chamar o público.
GÔNDOLA - Armaçao. Cesta utilizada em supermercados.
GRAMATURA - Unidade que exprime o peso de papel em gramas por metro quadrado.

GALLUP: Instituto de Pesquisas. Especializado em Recall de comerciais de televisão.

GAMA DE PRODUTOS - Conjunto de produtos ligados entre si e que tenham um mesmo tipo de funcionamento, destinados aos mesmos clientes ou que são vendidos no mesmo tipo de pontos de venda ou na mesma zona de preços.

GAME: Alguma atividade competitiva, envolvendo habilidade, sorte e perseverança por parte do participante, que joga de acordo com certas regras.

GARANTIA DA QUALIDADE - Conjunto de atividades planejadas e sistemáticas, implementadas no sistema de qualidade e demonstradas como necessárias, para prover confiança adequada em uma entidade que atenderá os requisitos para qualidade.Notas:1- A garantia da qualidade visa simultaneamente aos objetivos internos e externos:a) garantia da qualidade interna dentro de uma organização, a garantia da qualidade dá confiança à administração;b) garantia da qualidade externa em situações contratuais ou outras,a garantia da qualidade dá confiança aos clientes ou a outros.2- Algumas ações do controle da qualidade e da garantia da qualidade são inter-relacionadas.3- Se os requisitos para a qualidade não refletirem inteiramente as necessidades do usuário, a garantia da qualidade pode não dar a confiança adequada.

Gargalo- toda a operação que gera espera de outras, atrapalhando o fluxo de um processo.

GATT: Acordo multilateral de comércio destinado à ampliação do comércio internacional. Tem por finalidades a redução dos obstáculos ao intercâmbio comercial (tarifas, cotas) e a fixação de regras para o comércio entre os países membros.

GENERAL RE: Empresa de resseguros adquirida pela Berkshire Hathaway em 1998.

GENERAL STORE: Tipo de lojas que vende artigos das mais diferentes variedades e utilidades. Varejão. Geodésia - Ciência que se ocupa do estudo do tamanho e da forma da Terra (geóide), por meio de medições como triangulação, nivelamento e observações gravimétricas

GEO-LOCALIZAÇÃO - Localização geográfica de um elemento.

GEOPROCESSAMENTO - Tecnologia que abrange o conjunto de procedimentos de entrada, manipulação armazenamento e análise de dados espacialmente referenciados.

Geo-referenciamento - Método que provê uma chave de índices que podem ser usados em conjunto com uma tabela, para determinação das coordenadas de um ponto. Como exemplo, pode-se mencionar os códigos postais, endereços e unidades de censo.

GEOTECNOLOGIA - Conjunto de ferramentas tecnológicas voltadas para identificação e monitoramento de dados dentro do espaço geográfico.

GERENCIAMENTO DA ROTINA DO TRABALHO DO DIA-A-DIA (KANRI) - Conjunto de atividades voltadas para alcançar os objetivos atribuídos a cada processo. Essas atividades são: definição de função,macro fluxograma, determinação dos itens de controle,montagem (de forma 39participativa, dos fluxogramas das tarefas para ajudara padronização, definição dos métodos para se atingiras metas). Definição clara dos problemas e de como resolvê-los com a participação de todas as pessoas e,finalmente, educação e treinamento do pessoal.

GERENCIAMENTO DAS DIRETRIZES- Procedimento gerenciais necessários para garantir que as diretrizes sejam executadas em todos os níveis hierárquicos,dos mais altos para os mais baixos.

Gerenciamento de Categoria - Processo entre fornecedor e o cliente de administração de categorias de produto como unidades estratégicas de negócio, com o objetivo de maximizar venda, eficiência e rentabilidade, satisfazendo as necessidades dos consumidores.

GERENCIAMENTO DE CLIENTES - Atribuir a gerentes de cliente portfólios de clientes separados e individualmente identificáveis, os quais foram diferenciados por valor e agrupados por necessidades. A missão do gerente de cliente é aumentar o valor de seu portfólio e sua principal responsabilidade será controlar todas as formas de comunicação endereçável ou interativa com clientes de seu portfólio. Cada cliente pode integrar a um único portfólio. Ver também Marketing 1:1, Gerente de capacidades, concorrência orientada para o cliente, Portfólio.

GERENCIAMENTO DE MELHORIAS- Gerenciamento que busca a melhoria dos processos,mediante a alteração dos seus padrões, para níveis nunca atingidos.

GERENCIAMENTO DE ROTINA - Gerenciamento das tarefas do dia-a-dia da organização.

GERENCIAMENTO INTERFUNCIONAL (Hoshin) - Cuida da solução de problemas prioritários da alta administração pelo desdobramento das diretrizes e seu controle interfuncional (interdepartamentos).Tem como função olhar para o futuro da organização.É o gerenciamento estratégico, de responsabilidade da alta administração.

GERENCIAMENTO PELAS DIRETRIZES(HOSHIN KANRI) - É um sistema administrativo praticado por todas as pessoas da organização, que visa a garantir a sobrevivência da mesma à competição internacional(Campos, V. F.). O Gerenciamento pelas diretrizes é constituído por dois sistemas: o gerenciamento funcional e gerenciamento interfuncional. A implantação do gerenciamento pelas diretrizes depende dos seguintes pré-requisitos:comprometimento da alta administração, bom sistema de coleta e análise de dados,elevada competência no MSP (Método de Solução de Problemas) e sólido gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia.

GERENCIAR - No gerenciamento da qualidade total gerenciar significa conduzir simultaneamente duas ações: Rotina e Melhorias. Segundo McGregor, gerenciar é essencialmente resolver problemas.

Gerente de capacidades- Em geral, um ex- gerente de produto ou de programa. O papel do gerente de capacidades é descobrir, comprar ou desenvolver os produtos de que um gerente de clientes precisa para melhor atender às necessidades do cliente. A primeira decisão do gerente de capacidades geralmente se refere a se a empresa deve fabricar ou comprar (ver Aliança estratégica).

GESALT: 1. Doutrina relativa a fenômenos psicológicos e biológicos, que veio a alcançar domínio filosófico. Consiste em considerar esses fenômenos não mais como soma de elementos por isolar, analisar e dissecar, mas como conjuntos que constituem unidade autônoma, manifestando uma solidariedade interna e possuindo leis próprias, donde resulta que o modo deve ser de cada elemento depende da estrutura do conjunto e das leis que o reagem, não podendo nenhum dos elementos preexistir ao conjunto. 2. Teoria da forma.

GESTÃO DA QUALIDADE - Todas as atividades da função gerencial que determinam apolítica da qualidade, os objetivos e as responsabilidades e o implemento por meios tais como: planejamento da qualidade,controle da qualidade,garantia da qualidade e melhoria da qualidade dentro do sistema da qualidade.Notas:1 - A gestão da qualidade é responsabilidade de todos os níveis da administração, mas tem que ser liderada pela alta administração.Sua implementação envolve todos os membros da organização.2 - A gestão da qualidade leva em consideração os aspectos econômicos.

GESTÃO DA QUALIDADE TOTAL - Modo de gestão de uma organização, centrado na qualidade,baseado na participação de todos os seus membros,visando ao sucesso alongo prazo, por meio da satisfação do cliente e dos benefícios para todos os membros da organização e para a sociedade.Notas:1 - Pela expressão “todos os seus membros” entende-se o pessoal de todos os departamentos e de todos os níveis de estrutura organizacional.2 - Uma liderança forte e persistente da alta administração e a educação e o treinamento de todos os membros da organização são indispensáveis ao sucesso desse modo de gestão.3 - Na gestão da qualidade total, o conceito de qualidade se refere à consecução de todos os objetivos gerenciais.4 - O conceito de “benefícios para a sociedade” implica no atendimento de “requisitos da sociedade”,conforme necessário.

GESTÃO DE PESSOAS - Um dos sete critérios do modelo de gestão pela excelência, o sucesso da organização depende de atributos que se concentram nas pessoas.Seus conhecimentos e habilidades determinam a capacidade de produção e a qualidade dos outputs da organização.As pessoas determinam-se a pôr seus conhecimentos e habilidades à disposição da organização na proporção de sua motivação a fazerem isso. O grau de motivação resulta de um processo de troca entre a organização e o indivíduo. Quanto maior for a “empatia”,mais se predisporá este a pôr seus conhecimentos e habilidades à disposição daquela.Quando o indivíduo sente-se parte da organização,e constata que em seu crescimento pessoal a organização participa de forma positiva,estabelece-se um vínculo de simpatia, fazendo-o sentir-se bem dentro da mesma.Percebe-se que estão abertos os canais para uma compensação justa do seu esforço pessoal em benefício do crescimento organizacional,então estabelecem-se as condições para um alto grau de motivação pela atividade profissional.As pessoas sentem-se bem sucedidas quando sentem que estão crescendo, que estão aprendendo, que estão adquirindo novas capacidades,que suas habilidades são imprescindíveis para a criação de soluções para as questões organizacionais e quando existem as oportunidades para manifestação dessas habilidades na criação de soluções. O aumento do aprendizado, quando voltado para os objetivos da organização devem estar vinculados a oportunidades decrescimento do funcionário dentro da mesma, como incentivo ao alinhamento entre os objetivos pessoais e os objetivos organizacionais.O rodízio de funções proporciona uma forma de aprendizado, além de permitir que o funcionário identifique a área de atuação que melhor se enquadra ao seu perfil. Um aspecto importante na gestão de pessoas diz respeito ao seu alinhamento em relação aos processos de mudança estratégica. Isso é algo que depende do grau de aprofundamento e maturidade da instituição no processo de definição de suas diretrizes estratégicas. Uma instituição que não está acostumada a pensar estrategicamente tem dificuldade de alinhar todos os demais processos ao encaminhamento e em uma só direção. E assim,muitas vezes, vários de seus setores atuam de forma incoerente em relação a outros e em relação ao que pensa sua liderança. Portanto, é preciso implantar a cultura do planejamento estratégico, de tal forma que seja um procedimento habitual e contínuo.

Gestão de processos - Um dos sete critérios do modelo de gestão pela excelência, o critério avalia como a organização realiza a gestão de seus processos. Os processos de trabalho, à medida que vão sendo melhorados, geram efeitos como maior agilidade, custos menores e maior flexibilidade no atendimento aos clientes, maior produtividade e maior qualidade do produto.Geralmente, considera-se três níveis de esforços na gestão de processos: melhoria contínua de processos – reduza variação na qualidade dos produtos e serviços e introduz melhorias no fluxo de trabalho; redesenho de processos– remove passos ou tarefas que não agregam valor ao produto ou serviço,reduz o tempo de ciclo e a velocidade de resposta do processo, diminui os custos dos processos; reengenharia de processos – transforma radicalmente o processo por meio de aplicação de tecnologia apropriadas, com ganhos exponenciais na efetividade e eficiência. A gestão de processos inclui o projeto do produto, a produção,os processos de apoio e os processos dos fornecedores e parceiros.

GESTOR DE MARCA - Idem relativamente ao Gestor de Produto, mas ponderando que um mesmo produto pode ser comercializado sob mais de uma marca.

GESTOR DE MERCADO - Idem relativamente ao Gestor de Produto e ao Gestor de Marca mas ponderando a forma como a empresa define o(s) seu(s) mercados de atuação: Mercado geográfico, mercado por dimensão dos clientes, etc.

GESTOR DE PRODUTO - Elemento da equipe Comercial-Marketing que coordena e controla as atividades relativas à produção/comercialização de um determinado produto da empresa. Deverá funcionar como pólo dinamizador das relações interfuncionais conducentes ao êxito do seu produto no mercado e procurar sistematicamente a coerência das suas ações com a estratégia e táctica de marketing da empresa no seu todo.

GIMMICH: Efeito visual ou auditivo quase sempre comum a todas as peças de uma campanha de propaganda, é o elemento promocional que não se confunde com o logotipo.

GIMMICK: Item gerador de impacto, geralmente tridimensional, inserido em uma mala- direta.

GLOBALIZAÇÃO: Mudança nas economias nacionais, fechadas e protegidas, para uma economia internacionalizada, sem fronteiras de produção e comercialização dos seus bens e serviços.

GNP: Veja Produto Nacional Bruto. Valor de todos os produtos ou serviços comercializados no mercado de um país durante um período de tempo determinado, usualmente de um ano.

GOAL OBJECTIVE: Objetivo final de uma campanha.

GÔNDOLA - Estante ou conjunto de prateleiras de super ou de hipermercado.

GOOD WILL: Posse de um bem intangível que permite a um negócio continuar obtendo lucros acima do normal.

GOODWILL CONTÁBIL: veja Goodwill econômico; Goodwill financeiro.

GOODWILL ECONÔMICO: A parcela dos lucros de uma empresa acima do valor contábil.

GOODWILL FINANCEIRO: A diferença entre o preço mais alto pago por uma empresa e o valor contábil de seus ativos.

GPS - Sistema Global de Posicionamento - Sistema de satélites, utilizados em levantamentos geodésicos que transmitem sinais que podem ser decodificados por receptores especialmente projetados para determinar, com precisão, posições sobre a superfície da Terra.

GRÁFICO DE CONTROLE- Um dentre diversos tipos de gráficos ( capítulo 12) que ilustram alguma característica de um processo a fim de determinar se há estabilidade estatística.

GRÁFICO DE NP - Carta de controle em que os números de defeitos são marcados de forma que possa monitorar um processo.

Gráfico de p- Carta de controle usada para monitorar a proporção p.

GRÁFICO DE PARETO: Representação gráfica que mostra o número de vezes que um problema ocorre, com suas causas ordenadas, das mais freqüentes para as menos freqüentes. Também usado para mostrar que 80% das vendas de uma empresa decorrem de 20% de seus clientes e que 80% dos lucros procedem de 20% dos produtos- a chamada regra 80/20.

GRÁFICO DE R- Carta de controle baseada em intervalos amostrais, usada para monitorar variação em um processo.

GRÁFICO DE REPETIÇÕES- Gráfico seqüencial de valores individuais de dados ao longo do tempo, onde um eixo(em geral o vertical) é usado para os valores dos dados, e o outro eixo ( em geral o horizontal) é usado

GRÁFICO DE S- Carta de controle, baseada em desvios - padrão amostrais, usada para monitorar a variação de um processo.

GRÁFICO DE X- Gráfico de controle usado para monitorar a média de um processo.

Gráfico em caixas- Representação gráfica de um conjunto de dados.

GRÁFICO EM SETORES- Representação gráfica de dados em forma de um círculo dividido em setores.

GRÁFICO RAMO- E- FOLHAS- Método de disposição dos dados para revelar sua distribuição.

GRÁFICOS EM PONTOS- gráfico em que cada valor é marcado como um ponto ao longo de uma escala de valores.

GRAHAM-BENJAMIN: O guru da área de investimentos, de quem Buffett foi aluno na Columbia Business School.

GRAU DE ACURÁCIA - Representa a proximidade dos resultados oriundos das observações, computações e cálculos, em relação aos valores reais ou aos valores aceitos como sendo reais. A acurácia relaciona-se com a exatidão do resultado e se distingue da precisão, que se relaciona com a exatidão do procedimento pelo qual se obtém o resultado.

GRAU DE CONFIANÇA- Probabilidade de um parâmetro populacional estar contido em determinado intervalo de confiança; também chamado nível de confiança.

GRAU DE PRECISÃO - Significa o grau de fidelidade na representação de um elemento, em relação à posição e ao valor real do elemento representado, dentro de um mapa. Num banco de dados geográficos, a precisão também levar em consideração o conteúdo, a correta identificação de detalhes, a freqüência, a característica temporal dos dados e a sua integridade topológica.

GRAUS DE LIBERDADE DO DENOMINADOR- Número de graus de liberdade correspondente ao denominador da estatística de teste F.

GRAUS DE LIBERDADE DO NUMERADOR- Número de graus de liberdade correspondente ao numerador da estatística F.

GRAUS DE LIBERDADE- Número de valores que podem variar após terem sido impostas certas restrições a todos os valores.

GRID DE VENDAS: Cruzamento de dois interesses do vendedor. O primeiro é objetivar uma venda e o segundo a maneira pela qual ele se interessa por seus clientes.

GROSS MARGIN: Lucro bruto.

GROSS NATIONAL PRODUCT: Veja Produto Nacional Bruto. Valor total de todos os produtos ou serviços comercializados no mercado de um país durante um período de tempo determinado, usualmente de um ano.

GROSS WEIGHT: Veja Peso Bruto. Peso da mercadoria mais a embalagem.

GROUP DISCUSSION: Discussão de grupo. Reunião de elementos representativos de mercado sob orientação de psicólogos, debatem um produto, uma campanha de propaganda, um relatório, um laudo; na discussão de grupo devem surgir os motivos mais profundos que geram a atitude do mercado.

GRP (GROSS RATING POINT): 1.Soma das audiências brutas dos programas em que os comerciais foram colocados. 2. Um elemento de mensuração de mídia; é, em última análise, o número de vezes - ou impactos - em que o comercial atinge o telespectador. Veja custo por cobertura.

GRUPO DA QUALIDADE - Grupo de colaboradores que desenvolvem um projeto da qualidade, coordenados ou supervisionados por um gerente.O grupo é dissolvido quando o projeto da qualidade estiver completado.

GRUPO DE APOIO LOGÍSTICO (GAL) - Grupo de colaboradores que assessoram o GSQP e os comitês de qualidade das diretorias, na formulação de diretrizes, elaboração de relatórios e no desenvolvimento de ações facilitadoras para a criação e implantação de Equipes de Qualidade e no assessoramento e acompanhamento das ações provenientes dos Planos de Ação da Qualidade.

GRUPO DE INTERESSE: Ampla variedade de indivíduos e organizações que têm importância na influência sobre as empresas; normalmente, consideram-se quatro grupos: grupos de interesse do consumidor, grupos do governo, política pública e compradores. A coalizão dos grupos de interesse do consumidor influencia diretamente as empresas e o governo.

GRUPO DE REFERÊNCIA: 1. Grupo de indivíduos que influenciam o eleitorado. 2. Qualquer agregação interatuante de pessoas que influencie as atitudes ou comportamento de um indivíduo.

GRUPO SUPERVISOR DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE - Grupo composto de um representante, no nível de superintendente, de cada área da administração superior da organização,para garantir a interconexidade das ações da qualidade. Seu papel basicamente é:- ajudar a consolidação, no corpo social da organização, dos princípios norteadores da “Política da Gestão com Qualidade Total”;- consolidar trimestralmente,a partir de sua supervisão dos comitês, um Relatório Gerencial da Qualidade e Produtividade da Companhia;- autorizar a implantação de novas equipes de qualidade.

Grupos de controle- Grupo de indivíduos em um experimento que não recebem um tratamento particular.

GRUPOS DE TRATAMENTO- Grupo de indivíduos a quem é ministrado determinado tratamento em um experimento.

 

Fontes: Ministério da Saúde - Secretaria Executiva - Subsecretaria de Assuntos Administrativos - Vocabulário da Saúde - em Qualidade e Melhoria da Gestão. IAPMEI - Merkatus - Powerminas - Dicionário da Propaganda: Fortunecity - Visualy